Currently Being Moderated

NOTÍCIAS EM DESTAQUE


  • O novo “Processador de Voltagem Próxima ao Limiar” da Intel Labs desafia o status quo dos sistemas computacionais com uma CPU experimental com arquitetura Intel® Pentium®, oferecendo cinco vezes a eficiência no consumo de energia e a habilidade de funcionar ligado em uma célula solar do tamanho de um selo postal.
  • A Intel Labs divulgou o engine “Parallel JS” para a comunidade de código aberto, adicionando capacidades de paralelismo de dados para o JavaScript™ a fim de acelerar serviços baseados no navegador, como visão computacional, criptografia e jogos 3-D, em até oito vezes.
  • A Intel Labs revelou o Hybrid Memory Cube com uma eficiência no consumo de energia sete vezes melhor do que a atual memória DDR3, juntamente com as mais altas taxas de dados em um único dispositivo DRAM.
  • O CTO da Intel, Justin Rattner, destacou a aceleração da computação multi e many-core que estão se expandindo para além da computação de alto desempenho (HPC), com os desenvolvedores resolvendo problemas computacionais diários, tanto em clientes com em servidores.

 

INTEL DEVELOPER FORUM, San Francisco, 15 de setembro de 2011 – Citando o impacto da computação multi e many-core chegando ao mercado tradicional e os novos desenvolvimentos em computação em extrema escala como exemplos, Justin Rattner, chefe do departamento de tecnologia da Intel, disse para a plateia do Intel Developer Forum que o futuro da computação está  acelerado.

         “Desde 2006, a Intel e a comunidade de desenvolvedores têm trabalhado em parceria para transformar em realidade o potencial da computação multi e many-core, com a aceleração chegando além da computação de alto desempenho para resolver diversos problemas computacionais do mundo real em clientes e servidores”, disse Rattner durante seu discurso no terceiro dia do IDF San Francisco. “O que demonstramos hoje apenas arranha a superfície do que será possível com os sistemas de escala extrema e many-core no futuro”.

 

Computação ao extremo

         A Intel continua a levar a tecnologia para além dos limites atuais, procurando os próximos grandes saltos que levarão a computação para novos níveis de desempenho, com um consumo de energia muito menor do que é possível atualmente. Como exemplo, Rattner demonstrou o Processador de Voltagem Próxima do Limiar usando novos circuitos de voltagem ultrabaixa que reduzem drasticamente o consumo de energia ao operar perto do limiar ou reduzir a voltagem dos transistores. Essa CPU conceito roda rápido quando necessário, mas reduz o consumo para abaixo de 10 milliwatts quando a carga de trabalho for leve – baixo o bastante para manter o computador rodando enquanto é alimentado apenas por uma célula solar do tamanho de um selo postal. Ao mesmo tempo em que o chip de pesquisa não se tornará um produto, os resultados dessa pesquisa poderiam levar à integração de circuitos de voltagem escalável próxima ao limiar em futuros produtos, reduzindo o consumo de energia em cinco vezes ou mais ao ampliar a capacidade do computador e outros dispositivos de permanecerem sempre ligados. Tecnologias como essa acelerarão o objetivo do Intel Labs de reduzir o consumo de energia da computação de 100 a 1000 vezes para aplicações que variam desde o processamento de dados massivos aos dispositivos de bolso com processamento em escala tera.

 

         O Hybrid Memory Cube, uma DRAM conceitual desenvolvida pela Micron* em colaboração com a Intel, demonstra uma nova abordagem para o design da memória, oferecendo uma melhoria de sete vezes na eficiência no consumo de energia em comparação com a DDR3 atual. O Hybrid Memory Cube usa uma configuração de memória empilhada no chip, formando um “cubo” compacto, e usa uma nova e altamente eficiente interface de memória que estabelece o parâmetro para o consumo de energia por bit transferido ao mesmo tempo em que oferece suporte para taxas de dados de um trilhão de bits por segundo. Essa pesquisa poderia levar a melhorias drásticas em servidores otimizados para computação em nuvens, bem como ultrabooks, televisões, tablets e smartphones.

 

Os muitos usos da tecnologia Multicore

         A tecnologia multi-core, a prática de criar mais de um mecanismo de processamento em um único chip, tornou-se o método aceito para aumentar o desempenho enquanto mantém o consumo de energia baixo. Ao mesmo tempo em que a tecnologia multicore é mais uma perspectiva de design, e não a simples inclusão de mais núcleos com uma abordagem tradicional, ela está reinventando o design de chips com base na suposição de que maiores quantidades de núcleos é a nova norma.

         Rattner destacou o progresso que a computação multi-core tem experimentado desde que ele apresentou o primeiro processador dual-core no IDF há cinco anos. Atualmente, os processadores multi e many-core da Intel estão utilizando inúmeros aplicativos importantes para uma ampla gama de setores da indústria, incluindo novos e surpreendentes usos para o mundo da computação com alta contagem de núcleos, que avança rapidamente.

         Rattner descreveu algumas das mais recentes aplicações dessa tecnologia, juntamente com as ferramentas de software e técnicas de programação que estão permitindo que os desenvolvedores aproveitem o poderio da computação multi e many-core em diversas áreas-chave, incluindo:

 

  • Apps Web mais rápidos: Ampliando as características de programação paralela do JavaScript™, por meio do recém lançado mecanismo de código aberto Parallel JS da Intel Labs, para habilitar uma nova classe de apps baseados nos navegadores em áreas como edição de fotos e vídeos, simulações físicas e jogos 3-D para computadores portáteis e desktops, incluindo os Ultrabooks™.
  • Serviços em nuvens com resposta mais rápida: A maior melhoria da classe em consultas por segundo para aplicativos Memcached usando as capacidades multi-core da 2ª Geração dos microprocessadores Intel® Core™ visa permitir que os maiores sites do mundo melhorem a velocidade de resposta de seus apps Web e minimizem o tempo de espera por usuário para dados críticos.
  • Segurança melhorada para PCs: Os serviços de criptografia paralela e reconhecimento facial melhorarão a segurança para ultrabooks, notebooks tradicionais e PCs ao utilizar todos os núcleos gráficos da Arquitetura Intel presentes na 2ª Geração dos microprocessadores Intel Core de maneira heterogênea.
  • Infraestrutura wireless de baixo custo: A pesquisa colaborativa com a China Mobile substituirá o hardware caro e padrão para estações base usadas em antenas de celular atualmente por uma alternativa baseada em software programável e com melhor custo benefício.
  • Ciência realmente grande: Desvendando os mistérios do universo com a utilização dos clusters dos processadores multi-core da Intel no CERN* para melhorar muito o desempenho do apps de física e rapidamente migrar códigos para a próxima família de produtos com a arquitetura Many Integrated Core (MIC) da Intel.

 

Sobre a Intel

A Intel (NASDAQ: INTC) é líder mundial em inovação. A empresa projeta e fabrica as tecnologias essenciais que servem como base para os dispositivos computacionais de todo o mundo. Mais informações sobre a Intel estão disponíveis em http://newsroom.intel.com/community/pt_br.

 

Siga a Intel no Twitter: www.twitter.com/intelbrasil

 

Intel e o logo da Intel são marcas registradas da Intel Corporation ou de suas subsidiárias nos Estados Unidos e em outros países.

* Outros nomes e marcas são propriedades de outros.

Comments

Filter News Archive

By date:
By tag: