1 2 3 32 Previous Next

Sala de Imprensa Intel Brasil

473 Posts

Comitiva brasileira finalista da Intel ISEF 2015 volta com US$ 19 mil em prêmios, além de menções honrosas de organizações internacionais


São Paulo, 18 de maio de 2015 – Os estudantes brasileiros finalistas da maior feira pré-universitária de ciências do mundo, a Intel ISEF (Intel International Science and Engineering Fair), conquistaram quatro prêmios na feira, além de outros prêmios especiais, oferecidos por organizações internacionais que fomentam a ciência no mundo. Com isso, eles voltam para casa com diversos prêmios em dinheiro, somando mais de US$ 19 mil, além de menções honrosas. A feira aconteceu em Pittsburgh, nos Estados Unidos.


O Gordon E. Moore Award, principal prêmio oferecido na feira, foi para o canadense Raymond Wang, de 17 anos, que desenvolveu um sistema que melhora qualidade do ar em cabines de avião em mais 190%. O sistema reduz a inalação da concentração de partículas prejudiciais à saúde em até 55 vezes em comparação com modelos convencionais e pode ser facilmente incorporado nos aviões existentes. Wang recebeu US$ 75 mil pelo prêmio.


Entre os brasileiros, 4 projetos saíram com prêmios distribuídos pela Intel ISEF:

  • As estudantes Vitória Müller Gerst e Gabriela Bronca Lopes, da Fundação Liberato em Novo Hamburgo/RS ficaram em 4º lugar na categoria Química e recebem US$ 500 pelo projeto “Obtenção composto de alternativa para uso como detergente na descelularização de órgãos”;
  • O projeto “SOS seca: semeando vida no semiárido cearense através de sistemas de captação e dessalinização de água de baixo custo” venceu em 4º lugar na categoria Ciências da Terra e Meio Ambiente. As estudantes Maria Vanessa Oliveira Teodósio e Fátima Natanna de Miranda, da Escola Estadual de Educação Profissional Júlio França em Bela Cruz/CE, recebem US$ 500 pelo projeto;
  • O projeto “Ação sinergética de antiviral natural”, do Estudante Helyson Lucas Bezerra Braz, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - Campus Limoeiro do Norte/CE, ficou com o 3º lugar na categoria Biomedicina e Ciências da Saúde, conquistando o prêmio de US$ 1 mil;
  • O 3º lugar da categoria Bioquímica e Ciências da Saúde, com prêmio US$ 1 mil foi para o projeto “Análise comparativa entre celulose e metal na remoção de ions metálicos do processo de tratamento da água na indústria”, estudantes Santiago Maria Calderon Novoa e Diana Marie Sieh, da Escola Americana de Campinas/SP.

“A cada ano, temos visto mais reconhecimento dos projetos brasileiros na Intel ISEF e isso é resultado da crescente qualidade da ciência eles produzem”, comenta Fernanda Sato, gerente de Educação da Intel Brasil. “Para a Intel, investir na produção da ciência desde o estudante de nível médio é essencial para prospectar soluções que vão transformar os problemas locais e regionais, mostrando ao mundo que os nossos jovens são inventivos e empreendedores”.

Prêmios especiais – Além dos prêmios da feira, diversas organizações que fomentam iniciativas de ciências no mundo ofereceram prêmios adicionais para os finalistas da Intel ISEF. Entre a comitiva brasileira, quatro projetos receberam prêmios em dinheiro e quatro receberam reconhecimento ou menção honrosa:

A U.S. Agency for International Development ofereceu o maior prêmio especial em dinheiro para projetos brasileiros. As estudantes Maria Vanessa Oliveira Teodósio e Fátima Natanna de Miranda, da Escola Estadual de Educação Profissional Júlio França, em Bela Cruz/CE, recebem o valor de US$ 10 mil pelo desenvolvimento de um plano de combate à seca, que visa construir de forma cooperativa sistemas de captação e dessalinização de água de baixo custo com foco em aspectos ambientais, sociais e econômicos. 

A estudante Bibiana da Costa Davila, da Fundação Liberato de Novo Hamburgo/RS, conquistou o prêmio Oracle Academy por sua plataforma que auxilia estudantes de séries iniciais do ensino fundamental na produção de textos. O software foi desenvolvido para a web, independe do hardware ou sistema operacional e possibilita maior interatividade entre os usuários. Com o prêmio, Bibiana recebeu US$ 5 mil.

O projeto que obtém um composto alternativo para descelularização de órgãos, das estudantes Vitória Müller Gerst e Gabriela Bronca Lopes, da Fundação Liberato de Novo Hamburgo/RS, conquistou outro prêmio especial, da China Association for Science and Technology, no valor de US$ 1,2 mil. A pesquisa das estudantes consiste na retirada de material genético do órgão doador, a partir de uma solução detergente, e posterior repovoamento com as células do receptor, evitando a rejeição e neutralizando os fatores de riscos da criopreservação.

Três estudantes do Colégio Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul, Pedro Otávio Liberato Rocha, Lucas Moraes e Eduardo da Silva Campos, foram premiados pela American Meteorological Society, e levam US$ 500. Eles desenvolveram um protótipo de miniestação meteorológica, para análises focadas no mercado de agronegócios, utilizando as tecnologias para coletar e formatar dados considerados importantes na produtividade, disponibilizando-os de forma automatizada, de fácil leitura e entendimento a um custo reduzido se comparado a produtos similares.

Entre os destaques por menção honrosa, o estudante Alessandro Hippler Roque, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Osório, recebeu a distinção da American Statistical Association, com o projeto “Reaproveitamento de subprodutos agroindustriais no desenvolvimento de produto enriquecido com fibras para celíacos”.  Já o “National Institute on Drug Abuse, National Institutes of Health & the Friends of NIDA”, destacou o projeto “Improving the Efficiency of Genome Variants Detection by the Parallelization of Its Computer Process” do estudante Lucas Lopes Cendes, da Escola Americana de Campinas/SP.

Completando os prêmios especiais, a Organização dos Estados Americanos (OEA) destacou 50 finalistas que desenvolveram projetos cujo objetivo é contribuir com o desenvolvimento regional dos respectivos locais de origem dos estudantes. Houve também prêmios de distinção para seis projetos das Américas, dois brasileiros: o termociclador de baixo custo para amplificação de DNA, desenvolvido pelo estudante: Luiz Fernando da Silva Borges, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso do Sul - Campus Aquidauana; e o projeto de fortalecimento da identidade negra e quilombola na cidade de Antônio Cardoso, no interior da Bahia, das estudantes Beatriz de Santana Pereira e Thayná dos Santos Almeida, do Colégio Estadual Antônio Carlos Magalhães.

Melhores da Categoria - A Intel ISEF 2015 contou com aproximadamente 1700 jovens cientistas selecionados em 422 feiras afiliadas em mais de 75 países, regiões e territórios. Aproximadamente 600 finalistas receberam troféus e prêmios por suas pesquisas inovadoras, incluindo 20 vencedores do “Melhor da Categoria”, com cada um recebendo um prêmio de US$ 5.000. A Intel Foundation também ofereceu um prêmio de US$ 1000 para cada escola e feira afiliada à Feira Internacional de Ciências e Engenharia da Intel representada por cada vencedor.

Categoria

Nome

Sobrenome

Cidade

Estado/País

Ciências Animais

Nattapong

Chueasiritaworn

Muang

Tailândia

Thananon

Hiranwanichchakorn

Sutthiluk

Rakdee

Ciências Comportamentais e Sociais

Sophia

Korner

Louisville

Kentucky

Diya

Mathur

Bioquímica

Nicole

Ticea

Vancouver

Canadá

Biologia Celular e Molecular

Demetri

Maxim

Bethel

Maine

Química

Arne

Hensel

Homburg (Efze)

Alemanha

Biologia Computacional e Bioinformática

Michael

Retchin

Richmond

Virgínia

Matthew

Retchin

Ciências Terrestre e Planetária

Joshua

Zhou

Chapel Hill

Carolina do Norte

Sistemas Embarcados

Niklas

Fauth

Marbach am Neckar

Alemanha

Engenharia: Química

Kathy

Liu

Salt Lake City

Utah

Engenharia: Física

Sriharshita

Musunuri

Mill Creek

Washington

Engenharia: Mecânica

Raymond

Wang

Vancouver

Canadá

Engenharia: Ambiental

Karan

Jerath

Friendswood

Texas

Ciência dos Materiais

Catherine

Li

Orlando

Flórida

Matemática

Sanath Kumar

Devalapurkar

Torrance

Califórnia

Microbiologia

Carly

Crump

Jacksonville

Flórida

Física e Astronomia

Ruochen

Hao

Jinan

China

Ciências Vegetais

Abdul Jabbar

Alhamood

Dhahran

Arábia Saudita

Robótica e Máquinas Inteligentes

Ava

Lakmazaheri

Alexandria

Virgínia

Software de Sistemas

Charles

Noyes

Villa Park

Califórnia

 

A Society for Science & the Public, uma organização sem fins lucrativos dedicada ao engajamento público em pesquisas científicas e educação, possui os direitos e administra a Feira Internacional de Ciências e Engenharia desde a sua criação em 1950 como a Feira Nacional de Ciências.

A Feira Internacional de Ciências e Engenharia da Intel premia alguns dos mais promissores estudantes, inventores e cientistas. Os finalistas da Feira Internacional de Ciências e Engenharia da Intel são escolhidos anualmente entre as centenas de feiras afiliadas. Os projetos deles são avaliados no local por mais de 1200 juízes de praticamente todas as disciplinas científicas, com cada um possuindo ph.D. ou o equivalente a seis anos de experiência profissional relacionada a uma das disciplinas científicas.

A lista completa de finalistas está disponível no programa do evento. A Feira Internacional de Ciências e Engenharia da Intel 2015 é financiada em conjunto por Intel e Intel Foundation, com prêmios e suporte adicionais de dezenas de outras organizações corporativas, acadêmicas, governamentais e focadas em ciências. Este ano, aproximadamente US$ 4 milhões foram distribuídos como prêmios.

Para saber mais sobre a Society for Science & the Public, visite www.societyforscience.org, e siga a organização no Facebook e no Twitter.

São Paulo, 18 de maio de 2015 - O mini-pc Intel NUC - Next Unit of Computing - e a solução para varejo Intel Digital Signage, são as tecnologias escolhidas pelo Pontofrio para equipar as novas lojas com conceito Premium Store no Rio de Janeiro e em São Paulo. Os novos pontos de vendas têm um ambiente que leva uma experiência sensorial 4D para os clientes, com espaços que instigam seus sentidos visuais, auditivos e olfativos, visando uma nova relação entre o cliente e a loja.

O painel tecnológico, T-Wall, é um espaço que exibe as últimas novidades tecnológicas disponíveis no mercado, permitindo que os produtos fiquem expostos de forma interativa, integrada e sincronizada. Com solução Intel Digital Signage, presente no T-Wall, o cliente poder experimentar simultaneamente diferentes produtos tendo uma visão ampla da integração e das soluções que eles oferecem para o dia a dia, seja em casa, no trabalho ou no lazer.

O Pilar de Arte Digital possui 3 metros de altura e é envelopado com telas de alta definição que proporcionam experiências visuais ultrarrealistas. Neste pilar são exibidas exposições de arte digital, criando um ambiente inovador.

Os conceitos visuais T-Wall e Pilar de Arte Digital estão equipados com a tecnologia Intel Digital Signage, que permite aos varejistas maior interatividade com seus consumidores.  A Digital Signage permite ao gerenciamento remoto de monitores interativos e inteligentes, assim ele pode levar ao consumidor experiências visuais diferenciadas e atrativas. O Intel NUC, é um computador ultracompacto e multitarefa com apenas 11,5 de largura e 4,8 de altura. O NUC tem uma alta capacidade de processamento e, junto com o aplicativo Intel® Retail Client Manager (Intel® RCM) está sendo utilizado como uma central de mídias nestas lojas do Pontofrio._

Empresas planejam oferecer processadores Intel® Xeon® personalizados com as Plataformas eASIC para acelerar cargas de trabalho como segurança, Big Data e outras aplicações


SANTA CLARA, Califórnia, 12 de maio de 2015 – A Intel Corporation anunciou planos para desenvolver produtos integrados com a eASIC Corporation que combinam desempenho de processamento e hardware personalizado para atender a crescente demanda por soluções computacionais personalizadas para data centers e nuvem. As novas peças possibilitarão acelerar até duas vezes o arranjo de portas programável em campo (FGPA, na sigla em inglês) para cargas de trabalho como segurança e análise de big data, ao mesmo tempo em que acelera o tempo de desenvolvimento para o lançamento no mercado de circuitos integrados de aplicação específica (ASIC, na sigla em inglês) em até 50%1.

            O imenso crescimento da computação em nuvem estimulou uma maior demanda por chips personalizados que aceleram uma aplicação ou carga de trabalho em particular. Para possibilitar isso, a eASIC planeja integrar a sua plataforma tecnológica com os futuros processadores Intel® Xeon®, fornecendo aos provedores de serviços na nuvem uma solução de hardware altamente personalizada e integrada para a sua carga de trabalho em particular.

            A tecnologia da eASIC pode aumentar a flexibilidade e acelerar o tempo para o lançamento no mercado quando comparada aos circuitos integrados tradicionais, além de aumentar o desempenho e reduzir o consumo de energia quando comparada ao arranjo de portas programável. Ao integrar as soluções de aceleração de hardware com a plataforma da eASIC, a Intel pode fornecer sistemas muito mais rápidos e flexíveis para clientes de nuvem.

            “Ter a habilidade de personalizar nossas soluções para uma carga de trabalho específica não só faz a aplicação rodar mais rápido, mas também ajuda a acelerar o crescimento de novas aplicações, como a pesquisa visual”, disse Diane Bryant, vice-presidente sênior e gerente geral do Grupo para o Data Center da Intel. “Este anúncio ajuda a ampliar nosso portfólio de produtos personalizados para fornecer a nossos clientes a flexibilidade e o desempenho que eles precisam”.

            A colaboração é parte da estratégia para integrar tecnologia reprogramável aos processadores da Intel para melhorar muito o desempenho, o consumo e o custo.

            “Acreditamos que a nossa tecnologia conta com características únicas que beneficiarão os provedores de serviços em nuvem para extrair o máximo de suas aplicações”, disse Ronnie Vasishta, presidente e CEO da eASIC. “A combinação da tecnologia da eASIC e da Intel ajudará a fornecer avanços em termos de custo e desempenho para nossos clientes”.

As famílias dos produtos do processador Intel® Xeon® E7 v3 oferecem desempenho e confiabilidade avançados para análises em tempo real e computação de missão crítica


SANTA CLARA, Califórnia, 5 de maio de 2015 – A Intel Corporation anunciou as famílias de produto do processador Intel® Xeon® E7-8800/4800 v3, que aceleram a descoberta de insights pertinentes ao negócio por meio de análises em tempo real, além de desempenho e confiabilidade melhorados para computação de missão crítica.

            A inteligência empresarial em tempo real é uma das principais prioridades para empresas de todas as indústrias, da saúde ao varejo e às telecomunicações, entre outras. A necessidade de extrair rapidamente informações acionáveis de grandes volumes de dados está estimulando a demanda por novas tecnologias para a computação na memória e a análise de big data. Considerando a demanda atual e futura para a computação na memória, o Gartner acredita que a receita deste mercado ultrapassará US$ 9,5 bilhões até o final de 2018, e pelo menos 50% das grandes organizações adotarão a computação na memória para habilitar as estratégias¹ dos negócios digitais.

            A família de processadores Intel Xeon E7 v3 ajuda os clientes a processarem e analisarem com segurança grandes conjuntos de dados para uma tomada de decisão mais rápida e maior eficiência operacional, dando às empresas uma vantagem competitiva.

            “Na economia dos serviços digitais, o sucesso ou o fracasso dependem de quão rapidamente as empresas agem com as informações de amplos conjuntos de dados”, comenta Diane Bryant, vice-presidente sênior e diretora geral do Grupo para o Data Center da Intel. “A família do processador Intel Xeon E7 v3 é o motor para acelerar a inteligência empresarial por meio de análises em tempo real, permitindo que as empresas melhorem a satisfação dos clientes por meio de produtos e serviços mais personalizados, gerem novas fontes de receita e melhorem a eficiência operacional”.

Notícias:

  • Com 20 novos recordes mundiais de desempenho
  • A família de processadores fornece uma melhoria de até 6 vezes no desempenho do processamento de negócios para cargas de trabalho transacionais na memória³ otimizada com as novas Intel® Transactional Synchronization Extensions (Intel® TSX);
  • Com até 18 núcleos, um aumento de 20% na quantidade de núcleos em comparação à geração anterior, e até 45 megabytes de cache no último nível, a família de processadores pode fornecer até 70% mais sessões de análise por hora4 para o suporte das tomadas de decisões;
  • A família do produtos oferece um desempenho até 10 vezes melhor por dólar ao mesmo tempo em que estimula um custo total de propriedade até 85% menor em comparação com as arquiteturas RISC concorrentes5 ao reduzir o custo da aquisição do hardware, do gasto com energia e resfriamento;
  • Os processadores rodam em configurações de até 32 soquetes6, com suporte para a maior capacidade de memória por soquete7 da indústria (sistemas com 8 soquetes são capazes de suportar até 12 terabytes de memória DDR3 ou DDR4);
  • As novas capacidades de segurança e confiabilidade resultam em melhor desempenho criptográfico por meio das mais recentes Intel® Advanced Encryption Standard New InstructionsTecnologia Intel® Run Sure, um conjunto único de recursos de confiabilidade, disponibilidade e capacidade de serviço (RAS, na sigla em inglês) para a família do processador Intel Xeon E78, é melhorada com novos recursos projetados para garantir ainda mais disponibilidade para aplicações de missão crítica;
  • A família de produtos é composta por 12 modelos de processador, incluindo múltiplos processadores otimizados para segmentos específicos, como os dois modelos de alta frequência projetados para um subconjunto de aplicações de bancos de dados que requer os núcleos mais rápidos disponíveis;
  • A partir de hoje, 17 fabricantes de sistemas de todo o mundo começarão a anunciar plataformas baseadas na família do processador Intel Xeon E7 v3. Esses fabricantes incluem Bull*, Cisco*, Dell*, Fujitsu*, Hitachi*, HP*, Huawei*, Inspur*, Lenovo*, NEC*, Oracle*, PowerLeader*, Quanta*, SGI*, Sugon*, Supermicro* e ZTE*;
  • Intel e Cloudera anunciaram

Transformando os negócios por meio da análise em tempo real

            A Nippon Paint, uma das maiores fornecedoras de tintas da Ásia, já está usando o processador Intel Xeon E7 v2 rodando o software de análise na memória SAP HANA para coletar os comportamentos dos consumidores com maior precisão e acelerar sua habilidade de analisar a reagir aos dados para uma cadeia de fornecimento otimizada e campanhas de marketing.

            “Por meio da análise em tempo real, a Nippon Paint consegue captar e analisar as preferências dos clientes como cores, estilos e designers, e criar produtos e serviços sob medida para as necessidades específicas dos clientes”, disse Justin Cheen, CIO da Nippon Paint. “Dados acionáveis que levavam dias ou semanas para serem analisados já estão disponíveis praticamente em tempo real. Já estamos testando os novos sistemas baseados no processador Intel Xeon E7 v3 para aproveitar o maior desempenho e os recursos de confiabilidade a fim de acelerar ainda mais a coleta e análise das informações dos clientes”.

Recursos de suporte

Intel RealSense App Challenge foi anunciado na Computex 2014. Três brasileiros estão na lista final de vencedores. Prêmios somam US$ 1 milhão em cinco categorias


São Paulo, 7 de maio de 2015 – O game SEED, do desenvolvedor brasileiro Alexandre Ribeiro da Silva, da AnimaGames, é o grande vencedor do Intel RealSense App Challenge, conquistando o prêmio de US$ 100 mil, no nível de Embaixadores (apenas desenvolvedores convidados participam). A competição internacional, que destaca a inovação na experiência do usuário com a tecnologia Intel RealSense, foi anunciada pela presidente da Intel, Renée James, durante a Computex, em Taiwan. Mais de 7.000 desenvolvedores de 37 países participaram do desafio. Essa foi a primeira competição internacional da Intel Software com o Brasil entre os países elegíveis. A lista completa de premiados foi anunciada hoje.

            O Intel busca fomentar e capacitar o ecossistema de desenvolvedores em torno da tecnologia Intel RealSense, inspirando novas aplicações. A competição foi aberta para dois níveis: Embaixadores, apenas desenvolvedores convidados; e Pioneiros, novos desenvolvedores inscritos via site da competição. Os dois níveis contemplaram cinco categorias: Interação natural, Aprendizagem, Colaboração, Games (Grand Prize Embaixador) e Inovação aberta (Grand Prize Pioneiro).

SEED, o grande vencedor da competição, é um game intuitivo em que o jogador precisa guiar uma semente na sua jornada para reflorestar uma terra devastada. Os gestos para as ações do jogo foram criados a partir de uma pesquisa que o desenvolvedor realizou entre os participantes da Campus Party. Além dos gestos, a estética do jogo teve um cuidado especial, com tratamento gráfico de alta qualidade. 

“Nos dedicamos a criar um jogo intuitivo e inteligível em qualquer lugar do mundo. Os gestos são bastante simples. Buscamos entender como as pessoas representariam a chuva com gestos, por exemplo, e assim usamos a informação mais frequente. Além disso, a customização do app para usar as funcionalidades do Real Sense foi cuidadosamente pensada e desenvolvida por nós”, comenta Alexandre. “Até por isso, o processo de integração foi bem rápido, fácil e simples. O SDK ajudava bastante”.

O prêmio também reflete o trabalho da Intel Brasil no desenvolvimento da comunidade local de desenvolvedores e empreendedores do mercado de software. Com o Intel Developer Zone, a companhia fornece um único ponto de acesso a ferramentas, comunidades e recursos essenciais para o sucesso no mercado. O foco do programa é ajudá-los a conhecer e abraçar novas tecnologias e maximizar os esforços de desenvolvimento para diversos formatos, plataformas e sistemas operacionais. A AnimaGames é uma das empresas integrantes do programa de Parceiros de software Intel®.

Além de SEED, outros dois apps de brasileiros estão na lista final de premiados: Fusion 4D, de Keila Matsumura, ficou em segundo lugar na categoria Interação Natural; e HTMA (Hand Tremor Measurement Application), de Mauro Pichiliani, é o segundo colocado na categoria Inovação aberta. Ambos os projetos concorreram no nível Embaixador.

Conheça a lista completa de vencedores:

GAMES

Primeiro Lugar

SEED, Alexandre Ribeiro da Silva, Brasil 

Embaixador

US$ 100 mil

MYSTERY OF MANSION RAVENOUS, Cyrus Lum, Estados Unidos 

Pioneiro

US$ 50 mil

Segundo Lugar

OMBRE FABULA, Felix Herbst, Alemanha

Embaixador

US$ 20 mil

DRILL SARGEANT SIMULATOR, Silviu-Tudor Serban, Romênia

Pioneiro

US$ 10 mil

LOOK BUSY !, Jacob Pennock, Estados Unidos

Pioneiro

US$ 10 mil

INOVAÇÃO ABERTA

Primeiro Lugar

ORTHOSENSE, Vangos Pterneas, Reino Unido 

Pioneiro

US$ 10 mil

Segundo Lugar

HAND TREMOR MEASUREMENT APPLICATION, Mauro Pichiliani, Brasil

Embaixador

US$ 20 mil

LAW ENFORCEMENT COMPUTER VISION, Travis Reddy, Austrália

Pioneiro

US$ 10 mil

POSTURE MONITOR, Jaka Jaksic, Estados Unidos

Pioneiro

US$ 10 mil

DRACOX DIMENSION FIGHTER, Yunfan Lin, China

Embaixador

US$ 20 mil

INTERAÇÃO NATURAL

Primeiro Lugar

-

-

-

Segundo Lugar

FUSION 4D, Keila Matsumura, Brasil

Embaixador

US$ 20 mil

REMONOID, Boris Haimov, Israel

Pioneiro

US$ 10 mil

OPECT3D FOR REALSENSE, Shinji Chiba, Japão

Pioneiro

US$ 10 mil

APRENDIZAGEM

Primeiro Lugar

-

-

-

Segundo Lugar

LET’S GROW STRAWBERRIES, Mingjun Xu, China

Pioneiro

US$ 10 mil

ZEN WORLD, Wenying Jia, China

Embaixador

US$ 20 mil

FABULA, Garibaldy Mukti, Indonésia

Embaixador

US$ 20 mil

INGENIUM, John Blackwell, Estados Unidos

Pioneiro

US$ 10 mil

COLABORAÇÃO

Primeiro Lugar

VIRTUAL 3D VIDEO MAKER, Lee Bamber, Reino Unido 

Embaixador

US$ 50 mil

Segundo Lugar

HYPERFINGER, Jerry Chen, Canadá

Embaixador

US$ 20 mil

EVOZON COLLECTHIVE (MOOD FLUX), Claudio Cretu, Romênia

Pioneiro

US$ 10 mil

EMOTIONAL DECORATION, Volodymyr Shymanskyy, Ucrânia

Pioneiro

US$ 10 mil

São Paulo, 6 de maio de 2015 – As mulheres brasileiras estão cada vez mais antenadas na tecnologia, e o interesse tem crescido muito por conta do caráter multitarefa da mulher moderna, que precisa atender demandas do trabalho, da família, e suas necessidades pessoais. Uma pesquisa recente da Intel realizada pela Ipsos1 mostrou que as mulheres entrevistadas consideram que o uso para atividades profissionais é o principal fator que as levam a adquirir um novo computador 2 em 1 (44%), All in One (47%) ou até mesmo um notebook tradicional (50%).

A escolha pelo dispositivo perfeito para as mulheres brasileiras também mostra que, além do trabalho, a versatilidade e as facilidades que o dispositivo irá trazer para ela e para a família estão no topo das prioridades. Essa busca por facilidade e usabilidade está levando as mulheres a adotar dispositivos diferentes dos tradicionais desktops e notebooks. Dispositivos como All in Ones, que entregam alto desempenho em um formato que é elegante, clean e pode ser usado toda a família, estão dando uma nova dimensão ao uso que as mulheres fazem da tecnologia no âmbito doméstico. Além de procurar produtos que facilitam suas vidas, elas também buscam dispositivos que as ajudem em tarefas diárias como ajudar na educação dos filhos, entretenimento e para se comunicar com amigos e familiares.

Para a consultora e personal organizer Ana Ziccardi, a tendência é marcada por uma necessidade básica da vida da mulher moderna: “O pedido ao gênio da lâmpada hoje é: TEMPO. O que percebo é que na realidade não nos falta tempo, mas sim priorização de tarefas e planejamento para executá-las”, comenta. “A tecnologia pode ser uma grande aliada na organização, já que cada vez mais os dispositivos estão multifuncionais, rápidos e móveis, oferecendo novas funções que ajudam na administração do tempo”, completa.

Tecnologia a favor da organização – Com o aumento do número de mulheres no mercado de trabalho e o crescimento profissional delas, assumindo cargos de chefia e liderança, muitas têm que dividir seu tempo entre o trabalho e a família, principalmente no papel de mãe. Uma pesquisa2 aponta que mulheres focam 44% do tempo em tarefas urgentes, essas devem ser executadas de imediato pois possuem uma maior urgência, o problema é que 21% do tempo é gasto com tarefas circunstanciais que não geram resultados e com isso sobram apenas 31% para tarefas realmente importantes que trazem resultados para a vida pessoal ou profissional, aquelas que trazem a sensação de dever cumprido.

“Uma das grandes questões da mulher nos dias de hoje é conseguir conciliar responsabilidades cada vez maiores no trabalho e a vida pessoal, as demandas crescem e se multiplicam na mesma medida em que são realizadas. Acredito que uma das maneiras mais eficazes é entender a natureza de cada tarefa e elaborar uma escala de prioridades para a execução de cada uma”, comenta Ana.

No meio desse aumento de demanda as mulheres acabam passando o dia todo fora de casa e precisam carregar uma série de objetos como maquiagem, materiais de higiene pessoal, celular, livros, documentos, carteira, etc. Essa quantidade de coisas gera um peso excessivo na bolsa e alguns objetos podem ser evitados. Por exemplo, com um computador 2 em 1.

Os 2 em 1 equipados com a última geração de tecnologia são mais leves e compactos, possuem uma performance mais eficaz e uma maior duração de bateria, essas características o transformam em um dispositivo ideal para o dia a dia corrido, que exige uma máquina versátil, eficaz e com uma grande mobilidade. Além disso, o modo tablet destes aparelhos permite utilizar aplicativos que auxiliam na organização como agenda, calendário e lembrete, além de outros aplicativos como os de bancos, pelos quais se pode fazer transações de forma mais rápida e prática, os de mensagem instantânea, que ajudam na hora de se comunicar, enviar arquivos e agora permitem até fazer ligações.

“O interessante dos 2 em 1, além da versatilidade funcionado nos modos notebook e tablet, é a facilidade para transportá-los para qualquer lugar, já que são compactos e leves. Eles cabem facilmente na bolsa, sem precisar carregar junto seus fios, já que a duração de bateria pode chegar a 8 horas”, afirma Melissa Leite, diretora de comunicação da Intel na América Latina. “Além disso, com esses equipamentos é possível dispensar o livro físico para ler na tela e digitalizar documentos e materiais de estudo. Ou seja, um equipamento com cerca de 1kg, ajuda a substituir vários itens pesados”.

  E uma novidade dos últimos modelos, a tecnologia WIDI, Wireless Display, permite que se conectem dispositivos móveis como notebooks, 2 em 1 e tablets em televisões sem a necessidade de cabos. “Quando vamos ver um filme ou mostrar fotos que estão em nosso computador para toda família precisamos conectar um cabo que atrapalha, temos que ficar próximos da TV, pois o cabo não vai muito longe, muitas vezes temos que desconectar o cabo de outro aparelho para ligar ao notebook. Com essa nova tecnologia eliminamos aquele emaranhado de fios e, além disso, quando vamos projetar algo do notebook na TV não precisamos ficar do lado dela para isso”, adiciona Melissa.

_mçaes

Metodologia da Pesquisa1

O estudo foi coordenado pela empresa Ipsos para Intel. No Brasil, o estudo foi baseado nos resultados de uma entrevista online com compradores e potenciais compradores de tecnologia que fazem parte de um painel de acesso, com uma amostra de 1.006 brasileiros durante os meses de janeiro e fevereiro de 2015.

A Intel ISEF 2015 acontece em maio, em Pittsburgh. Trinta estudantes brasileiros de nível médio competirão com jovens de todo o mundo por US$ 4 milhões em prêmios, incluindo bolsas de estudos


São Paulo, 22 de Abril de 2015 – Mais uma vez o Brasil será representado por uma comissão de jovens estudantes na maior feira pré-universitária de ciências do mundo, a Intel ISEF (Intel International Science and Engineering Fair). O grupo de 30 estudantes representa 18 projetos selecionados nas duas feiras de ciências associadas no Brasil: a Mostratec, realizada pela Fundação Liberato; e a Febrace (Feira Brasileira de Ciências e Engenharia), promovida pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.

A edição 2015 da Intel ISEF acontece de 10 a 15 de maio, no David L. Lawrence Convention Center, em Pittsburg, estado da Pensilvânia, Estados Unidos. A feira reúne mais de 1.600 dos mais promissores e inovadores jovens cientistas do mundo, que apresentam seus projetos independentes de ciências e concorrem a US$ 4 milhões em bolsas de estudos e prêmios. Os vencedores serão anunciados no dia 15 de maio.

“Nos últimos anos, o Brasil tem se fortalecido como um importante produtor de ciência, e os nossos cientistas estão cada vez mais jovens. A participação de tantos projetos brasileiros anualmente na Intel ISEF é reflexo dessa conquista, além da prova de que também produzimos pesquisa relevante e sofisticada”, afirma Fernanda Sato Gerente de Educação da Intel do Brasil. “A Intel acredita que a disseminação da cultura científica é estratégica para o desenvolvimento do país. Mais que cientistas, queremos ajudar a formar cidadãos antenados nos desafios sensíveis à vida local. Eles ajudarão a solucionar problemas do seu entorno e outros desafios globais”.

Os frutos da ciência produzida por estudantes de nível médio no Brasil vão além da seleção para participar da Intel ISEF. Nas edições anteriores, projetos brasileiros foram premiados. Em 2013, o estudante Tulio Vinicius Andrade Souza, de Recife, conquistou o terceiro lugar do prêmio Grand Award, na categoria Ciências Sociais e do Comportamento, no valor de US$ 1.000,00.

 

Já em 2014, dois estudantes realizaram outro feito memorável: Gabriel Chiomento da Motta e Raíssa Müller, da Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, receberam uma menção honrosa e seus nomes serão foram usados para identificar novos asteroides descobertos pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), em reconhecimento pela vitória na feira. Os estudantes conquistaram o 2° lugar no Grand Award.

 

A ISEF é realizada desde 1950 e já revelou milhares de projetos inovadores, patentes e cientistas brilhantes para todo o mundo. Desde 1996, a feira conta com o patrocínio da Intel e traz o nome de Intel ISEF - Intel International Science and Engineering Fair. A Intel Brasil já levou mais de 750 jovens à feira.

 

MOSTRATEC E FEBRACE

Anualmente, a Intel conta com feiras locais parceiras em todo o mundo para selecionar os projetos mais relevantes e inovadores em diversas áreas de conhecimento. No Brasil, duas feiras são oficialmente associadas: a Mostratec (Novo Hamburgo - RS) e a Febrace (São Paulo - SP).

 

A 29ª edição da Mostratec, que aconteceu entre 28 e 31 de outubro de 2014, recebeu 370 projetos. A Mostratec firma convênios com universidades e empresas públicas e privadas, que encaminham professores e profissionais pesquisadores para integrarem as bancas de avaliadores. Os finalistas da MOSTRATEC foram selecionados vindos dos estados de Ceará, Mato Grosso do Sul, Pará, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

 

A 13ª edição da mostra de projetos da Febrace aconteceu entre os dias 17 e 19 de março, na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli/USP). 333 projetos participaram desta edição, desenvolvidos por estudantes de todo o Brasil. Dentre os projetos apresentados, nove foram selecionados para competirem na Intel ISEF vindos dos estados de Bahia, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

 

 

Conheça os projetos da Delegação Brasileira

*(Para informações mais detalhadas sobre os projetos, por favor, entre em contato com a assessoria de imprensa da Intel)

Rio Grande do Sul

Reaproveitamento de subprodutos agroindustriais no desenvolvimento de produto enriquecido com fibras para celíacos

Estudante: Alessandro Hippler Roque

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso do Sul - Campus Aquidauana

Finalista FEBRACE

 

O estudante desenvolveu produtos de panificação voltados para pessoas com doença celíaca, uma desordem sistêmica autoimune, cujo tratamento consiste em uma dieta isenta de glúten e uma ingestão de nutrientes, especialmente fibras, menor do que pessoas com dietas tradicionais. Os componentes utilizados foram farinha da casca do abacaxi (FCA), farinha da banana verde (FBV) e polvilho. Os produtos desenvolvidos foram avaliados por assessores sensoriais através do método de escala hedônica com referência estruturada de nove pontos, onde a referência foi o produto melhor aceito em testes preliminares. A análise de variância foi utilizada para avaliar a significância do modelo proposto a 95% de confiança. O produto melhor aceito estaticamente contém 8,6% de fibra, sendo considerado segundo a ANVISA um alimento com alto teor de fibras, também sendo 170% mais barato que o produto similar com menor preço encontrado no mercado.

 

São Paulo

Vias e processos biológicos de genes associados ao transtorno obsessivo compulsivo (TOC) em estudos de família

Estudante: Eric Grosman Radu Halpern

Escola Antonietta e Leon Feffer

Finalista FEBRACE

 

               O projeto é um estudo com objetivo de observar as vias e processos biológicos de genes associados com o TOC (transtorno obsessivo compulsivo) em estudos de família e meta-análise e com isto, priorizar os genes candidatos já descritos e possivelmente encontrar novos genes candidatos.

 

Bahia

Fortalecimento da identidade negra e quilombola em Antônio Cardoso-Bahia

Estudantes: Beatriz de Santana Pereira e Thayná dos Santos Almeida

Colégio Estadual Antônio Carlos Magalhães

Finalista FEBRACE

 

               A dupla apresenta uma ação de intervenção sobre o fortalecimento da identidade negra e quilombola na cidade de Antônio Cardoso utilizando-se da investigação científica, por meio de estudos com os alunos, atividades de campo. Foram realizadas entrevistas e visita a uma antiga fazenda que serviu ao sistema escravocrata, exibição de documentário - “Quilombos da Bahia” e leituras complementares sobre a temática. Por meio dessas ações educacionais, focada na construção da afirmação da identidade negra e quilombola, do pertencimento racial e do respeito à diversidade, o Colégio Estadual Antonio Carlos Magalhães (CEACM), promoveu de forma ativa a integração da escola à comunidade onde está alocada e promoveu a inclusão da temática na construção do Projeto Político Pedagógico da unidade escolar.

 

Rio de Janeiro

Síntese de herbicida e fertilizante natural derivado da carvona

Estudantes: Juliana dos Santos Lopes Marinho, Marcus Vinicius Pinto Pereira Junior e Letícia Adão Gomes

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro - Campus Rio de Janeiro

Finalista FEBRACE

 

               O projeto consiste na união de uma síntese orgânica e experiências biológicas, com intuito inicial de fazer uma síntese de um derivado de carvona. O produto formado foi determinado por infravermelho, ressonância magnética nuclear do hidrogênio e carbono, cromatografia em camada fina, cromatografia gasosa e espectrometria de massa. Mas, na literatura há relatos de que a carvona e limoneno possuem ações em plantas. Foram realizados experimentos biológicos com concentrações diferentes de produto, a fim de descobrir se este composto tem qualquer ação negativa sobre Bidens pilosa, erva daninha que gera danos à agricultura, e para confirmar a sua atividade significativa nas sementes para a agricultura brasileira. Os resultados foram surpreendentes, uma vez que qualquer concentração de produto evita a germinação de Bidens pillosa e provoca um aumento no tempo de germinação das sementes. O aumento foi mais pronunciado da concentração de 25ppm. As contribuições deste projeto são várias. Primeiro, há a contribuição para a química orgânica, porque não existem relatos de síntese deste produto. Segundo, existem também grandes contribuições para a agricultura, já que há síntese de um produto que controla simultaneamente a Bidens pillosa, favorece a germinação e o crescimento, e reduz o tempo de plantio.

São Paulo

Revestimento polimérico para a redução da poluição de lavagens de lastro no oceano

Estudantes: Gustavo Souza Bastos, Felipe Rodrigues Galhardo e Alex Vieira Alencar

SESI 397 Centro Educacional

Finalista FEBRACE

 

               O projeto tem como foco amenizar de forma expressiva a poluição por resíduos de petróleo que saem dos tanques de navios cargueiros durante a lavagem destes. Para isso, o grupo propõe um revestimento interno dos tanques utilizando um polímero que apresenta aversão a óleos devido à sua polaridade. Essa aplicação garante um alto custo-benefício devido ao baixo valor de obtenção, a médio e longo prazo permite alta rentabilidade para quem utiliza por questões de aproveitamento de material, além de evitar multas por danos ao meio ambiente.

 

Mato Grosso do Sul

Desenvolvimento de um termociclador de baixo custo para amplificação de DNA Estudante: Luiz Fernando da Silva Borges

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso do Sul - Campus Aquidauana

Finalista FEBRACE

 

            O projeto visa tornar o termociclador, aparelho utilizado em laboratórios de biologia molecular para a amplificação de DNA (ácido desoxirribonucleico) por meio da técnica da PCR (reação em cadeia da polimerase), acessível a universidades, centros de pesquisa e clínicas de diagnóstico médico, já que devido ao alto custo do aparelho (em média R$29.000,00) fica inviável a compra por estes. Como solução foi desenvolvido um termociclador com custo de apenas R$ 1.500, a partir da substituição os componentes onerosos empregados no aparelho por componentes que apresentaram funcionamento e desempenho semelhantes, no entanto, com preço comercial, valor de manutenção e custo dos exames clínicos associados a ele inferiores.

 

Maranhão

Potencial medicinal, composição fitoquímica e identificação de compostos bioativos em extratos do estigma de Zea mays L.

Estudante: Matheus dos Santos Passo

Escola Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão - Campus Imperatriz

Finalista FEBRACE

 

            O estudo visa compostos bioativos nos extratos do estigma, conhecidos popularmente como cabelo, barba ou boneca, do milho Zea mays L.(pertencente à família Gramineae/Poaceae, sendo o terceiro cereal mais cultivado do planeta), a partir de suas propriedades químicas e farmacológicas, verificando o seu potencial medicinal. Os resultados apontam para a ação diurética, antioxidante e anti-inflamatória no estigma do milho, tendo também o efeito de vaso dilatação pela ativação da microcirculação, como também a ação anti-inflamatória pela absorção dos metabólitos, identificando o potencial dos estigmas no combate à celulite. Os resultados expostos no projeto confirmam o potencial medicinal da espécie e implicam a possibilidade do desenvolvimento de novos fármacos no futuro, tendo em vista a composição química de Z. mays L., proporcionando tratamentos mais seguros, eficazes e de baixo custo.

 

São Paulo

Busca por novas moléculas envolvidas no escape tumoral: modulação do FASL (CD95L) por mediadores lipídicos em linfócitos - fase I

Estudante: Giulia Maria Ramella

Instituto de Ciências Biomédicas de São Paulo

Finalista FEBRACE

 

               O projeto tem como objetivo verificar qual o mecanismo de ação da prostaglandina E2 (PGE2), um mediador lipídico relacionado a inúmeros processos no nosso organismo, baseando-se no fato de que a célula NK (Células natural killer) age, também, pelo contato direto do FASL ao FAS, levando à morte por apoptose da célula alvo. Assim, pretende-se cultivar células YT (NK) e após a ativação e tratamento com PGE2 verificar, por meio de qPCR, se essa molécula foi capaz de modular a produção de FASL na superfície das respectivas células. Previamente ao tratamento houve uma fase de caracterização celular, que tem como intuito verificar a expressão de receptores EP2 e EP4 para PGE2 através de western blot. Por fim, o presente projeto visa, também, a identificar quais outros mediadores lipídicos (com exceção da PGE2) são capazes de reduzir a morte por AICD em hibridomas de linfócitos TCD4, uma vez que ao reduzir este tipo de morte, essas moléculas poderiam estar reduzindo o FASL na superfície desses linfócitos, e consequentemente estar associadas ao mesmo mecanismo da PGE2. Esta etapa do projeto será testada através de citometria de fluxo e qPCR, tendo como objeto células DO11.10. Assim, esse estudo torna-se relevante à medida que descreve mais um possível mecanismo de escape tumoral.

 

Mato Grosso do Sul

AutoGuardian: monitoramento e análise de dados automobilísticos para simulação de sinistros

Estudantes: Mariana da Silva Chermont e Bruna Luzia Almeida Rodrigues

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso do Sul – Campus Nova Andradina

Finalista FEBRACE

 

            O projeto consiste na implementação de um dispositivo que envie uma mensagem via satélite para solicitar socorro em caso de acidente automobilístico visto que, muitos acidentes ocorrem em locais de conexão celular limitada, e o tempo entre o choque e os primeiros socorros é essencial para evitar qualquer possível sequela ou óbito. Além disso, o dispositivo, paralelamente, faz uma simulação tridimensional do ocorrido, através da extração de dados fundamentais, como alteração da inclinação ou rotação do volante, freio, acelerador, acionamento das setas e utilização de alguns sensores, gerando um elemento a mais para o perito embasar a sua análise sobre o acidente.

 

Ceará

SOS seca: semeando vida no semiárido cearense através de sistemas de captação e dessalinização de água de baixo custo

Estudante: Maria Vanessa Oliveira Teodósio e Fátima Natanna de Miranda

Escola Estadual de Educação Profissional Júlio França

Finalista MOSTRATEC

            O projeto tem como objetivo apresentar um plano efetivo de combate a seca, o SOS Seca, que visa construir de forma cooperativa sistemas de captação e dessalinização de água de baixo custo com foco em aspectos ambientais, sociais e econômicos. Os resultados da pesquisa comprovam que os sistemas de captação e de dessalinização de água são alternativas eficientes no combate a seca e configuram-se como uma verdadeira medida proativa com efeitos imediatos sobre o sofrimento de 95% da população cearense.

Ceará

Ação sinergética de antiviral natural

Estudante: Helyson Lucas Bezerra Braz

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - Campus Limoeiro do Norte

Finalista MOSTRATEC

 

                        O projeto desenvolveu uma polpa constituída da acerola, caju e goiaba adicionada de o óleo extraído da semente da romã como antigripal, resultando no aumento da defesa imunológica e eficácia contra tipos de vírus, em específico o influenza. Na fase inicial do trabalho foi avaliada a eficiência do antiviral (polpa) na remoção de sintomas da gripe com testes em humanos. Através de testes de leucograma, foi confirmada a resposta imunológica induzida pela polpa enriquecida em comparação ao remédio comprado. A perda de atividade do vírus, visualizada através de teste microscópico indicou a rápida ação da polpa combinada nas superfícies do vírus influenza. Portanto, neste trabalho foi comprovada a ação da polpa mista de frutos enriquecida para diminuição dos efeitos da gripe, melhoria do sistema imunológico e inibição da atividade do vírus Influenza.

Mato Grosso do Sul

Solução metereológica para agronegócios

Estudantes: Pedro Otávio Liberato Rocha, Lucas Moraes e Eduardo da Silva Campos

Colégio Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Gross do Sul

Finalista MOSTRATEC

              

               O projeto tem como objetivo desenvolver um protótipo de miniestação meteorológica, utilizando as tecnologias para coletar e formatar dados considerados importantes na produtividade, disponibilizando-os de forma automatizada, de fácil leitura e entendimento a um custo reduzido se comparado a produtos similares existentes no mercado. Em testes realizados para verificação da eficácia e precisão dos sensores, os estudantes concluíram que a porcentagem de variação dos dados captados pela miniestação foi inferior a 0,4%, da mesma forma como foi estabelecido um ganho superior a 89,8% referente ao custo de miniestações analisadas. Com isso, o projeto torna-se viável, uma vez que permite a captação de dados importantes ao planejamento estratégico para pequenos produtores, otimizando sua produção em um investimento com boa relação custo-benefício.

Santa Catarina

Impacto ambiental da pesca artesanal
Estudantes: Maurício Antonio Goetten e Afonso Bosse

Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Santa Catarina

Finalista MOSTRATEC

              

            O projeto têm como objetivo alertar para o impacto ambiental causado pela pesca artesanal motorizada dirigida ao camarão sete-barbas na ictiofauna acompanhante em Penha/SC. Foram realizadas coletas mensais, entre agosto/2013 e julho/2014, com três arrastos de 20 min, nas isóbatas de 10, 20 e 30 metros, utilizando-se um barco da frota local. Foram registradas as temperaturas e salinidades da água de fundo. A ictiofauna acompanhante contribuiu com 16914 exemplares, agrupados em 27 famílias, 48 gêneros e 56 espécies, dessas 0,50%, de Condrichthyes e 99,50% de Actinopterygii. A proporção peixe/camarão foi de 6,52:1kg. Com estes dados e outros dados, fica evidente o impacto da pesca artesanal de arrasto do camarão sete-barbas, sobre a ictiofauna acompanhante, pois a captura dos peixes supera em mais de 6,5 vezes a espécie alvo. Com isso, este estudo poderá servir como indicativo para a adoção de políticas públicas para o manejo e conservação dos recursos marinhos.

 

Rio Grande do Sul

Software de auxílio na produção de textos narrativos

Estudante: Bibiana da Costa Davila

Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha - Novo Hamburgo - RS

Finalista Mostratec

              

               O projeto “Software de Auxílio na Produção de Textos Narrativos” tem como objetivo criar uma plataforma que os auxilie alunos de séries iniciais do ensino fundamental na produção de textos. O software foi desenvolvido para a web, de modo que fosse funcional independentemente do hardware ou sistema operacional utilizado e também para possibilitar maior interatividade entre os usuários. O projeto buscou focar-se na estrutura narrativa, para isso, criou-se um ambiente onde o texto era escrito em partes, cada uma correspondente a um momento do texto narrativo: situação inicial, nó desencadeador, reação ou avaliação, desenlace e situação final. Ainda foram disponibilizadas para cada uma das partes dicas, explicações e exemplos, e, em todo o Software, a correção ortográfica - que grifa palavras erradas de acordo com a língua do navegador. Em função de ter sido desenvolvido em uma plataforma online, o projeto ainda conta com espaços em que era possível publicar os textos produzidos, comentá-los, ler textos de outras pessoas e criar novas versões dos mesmos. O sistema foi testado com uma turma de quinto ano, com alunos entre nove e onze anos, de uma escola municipal da cidade de Novo Hamburgo. Primeiramente foram realizados textos narrativos sem o auxílio do software e depois o utilizando, sendo que os textos foram comparados de forma qualitativa, analisando em que pontos os alunos haviam apresentado alguma melhora.

 

Rio Grande do Sul

Obtenção composto de alternativa para uso como detergente na decelurização de órgãos

Estudantes: Vitória Müller Gerst  e Gabriela Bronca Lopes

Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha - Novo Hamburgo - RS

Finalista Mostratec

              

               O projeto visa a obtenção de um composto alternativo - que mantivesse a propriedade zwitteriônica e garantisse obtenção facilitada, através de matéria-prima natural e reações orgânicas de modificações simples - para o processo de descelularização de órgãos, que consiste na retirada do material genético do órgão doador, a partir de uma solução detergente, e posterior repovoamento com as células do receptor, evitando assim a rejeição e neutralizando os fatores de riscos da criopreservação. 

               O componente de partida para as reações que garantem a hibridez foi o ácido abiético, encontrado na resina de Breu, proveniente da Pinus elliottii. Através de testes de caracterização e verificação, as propriedades do produto, o acetato de abietamidometil-dietilamônio, foram avaliadas. O ensaio de desnaturação de proteínas apresentou resultado negativo, mostrando que o composto não será agressivo à estrutura do órgão, visto que esta é composta por colágeno.

               A propriedade zwitteriônica foi verificada através do grau de hemólise, o qual a confirmou pelo resultado próximo a 50%, intermediário e característico da classe, uma vez que não poderia ser de baixa ação ou excessivamente agressivo. Todos os resultados foram satisfatórios e os objetivos alcançados, sendo assim o projeto apresenta uma alternativa inovadora e viável, visando à melhora da qualidade de vida do receptor e ao consequente aprimoramento de transplantes de órgãos, já que contribui para o desenvolvimento do processo de descelularização.

 

Rio Grande do Sul

Influência da eva (etileno vinil etilo-) resíduos agregado leve em argamassas álcali-activados

Estudantes: Rafael Flores e Lucas Engelmann Flores

Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha - Novo Hamburgo - RS

 

Finalista Mostratec

 

            O projeto pretende avaliar a viabilidade técnica do uso de resíduos de EVA como agregado leve em matrizes à base de argamassas álcali-ativadas, visando o desenvolvimento de elementos não estruturais para a construção civil. Em síntese, o projeto pode afirmar que a substituição da areia pelo resíduo de EVA na produção da argamassa álcali-ativada gera resultados positivos segundo as normas da construção civil. Para verificar se a argamassa álcali-ativada estava adequada, foram realizados ensaios como: determinação da massa específica, resistência à compressão, porosidade, densidade relativa, absorção de água, além dos ensaios ambientais e microestruturais. A massa específica apresentou diminuição. O teste de resistência à compressão apresentou resultado positivo (acima de 1,5MPa) embora tenha se observado que quanto maior a quantidade de resíduo adicionado, menor é a resistência final obtida. A porosidade e absorção de água aumentaram em função da substituição de um agregado mineral (areia) por um resíduo absorvente, no caso, o EVA. A densidade relativa diminuiu, pois a substituição do agregado mineral pelo EVA impactou nas duas partes da equação, reduzindo a massa e aumentando o volume, simultaneamente. Os ensaios ambientais foram positivos, sendo que não foram caracterizados solventes do tipo MEK e tolueno nos extratos lixiviados.

 

 

Pará

Transformando os resíduos do buriti em ração para suínos e carvão ativado II – estudo da viabilidade social e redução de impacto ambiental

Estudante: Maurício Pantoja

Escola Bom Jesus

Finalista Mostratec

            Os objetivos deste projeto é a valorização do buritizeiro e a reutilização de seus resíduos na produção de carvão ativado e rações para animais, gerando emprego e renda na região amazônica. No projeto esses resíduos passaramo por um processo de secagem e desfibrilação, transformando a bucha (Mesocarpo) em ração animal e através da queima da amêndoa (semente) em um forno de barro se obteve carvão.

O carvão ativado da amêndoa do buriti foi caracterizado em termos de área especifica tamanho dos poros, densidades aparente e real, porosidade, microscopia eletrônica de varredura, conteúdo de cinzas, pH, umidade, carbono fixo e grupos funcionais de superfície, importante para uso doméstico e industrial.

Foi feito um estudo da viabilidade social e ambiental da mobilização economia que a pesquisa gera na região, com o desenvolvimento de oficinas para a capacitação dos agricultores em colheita e beneficiamento de sua produção. Como base de todos os dados estatísticos desta relação econômica, é a aplicação de formulários de pesquisa em mais de 50 famílias ribeirinhas e urbanas (aos que beneficiam o buriti nas cidades).

 

São Paulo

Encrypta: caos e criptografia - um software baseado em mapa logístico

Estudante: Felipe Frid Buniac

Escola Antonietta e Leon Feffer

Finalista Mostratec

 

            O projeto tem como objetivo o desenvolvimento de um sistema de criptografia de mensagens de texto utilizando o mapa logístico e está relacionado com a proteção de conjuntos de dados. Após estudos baseados na teoria do caos e em sistemas de criptografia, foi iniciado o desenvolvimento e testes desse sistema, um estudo de criptoanálise foi realizado para a determinação da qualidade do método utilizado através das técnicas aprendidas. O método se mostrou efetivo e suficientemente seguro para aplicações comerciais e governamentais.

NOTÍCIAS EM DESTAQUE:

  • Intel reporta crescimento dos negócios de data center, Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) e memória não volátil
  • Lucro operacional de US$ 2,6 bilhões, alta de 4% ano a ano
  • Receita do Grupo de Data Center de US$ 3,7 bilhões, alta de 19% ano a ano; receita do Grupo de Internet das Coisas de US$ 533 milhões, alta de 11% ano a ano

 

SANTA CLARA, Califórnia, 14 de abril de 2015 – A Intel Corporation divulgou a receita do primeiro trimestre de 2015 de US$ 12,8 bilhões, lucro operacional de US$ 2,6 bilhões, lucro líquido de US$ 2,0 bilhões e EPS de US$ 0,41. A empresa gerou aproximadamente US$ 4,4 bilhões em espécie com suas operações, pagou dividendos de US$ 1,1 bilhão e usou US$ 750 milhões para recomprar 21 milhões de ações ao portador.

“As receitas ano a ano permaneceram inalteradas, com o crescimento de dois dígitos na receita dos negócios para data center, IoT e memória ofuscado pela demanda menor que a esperada para os negócios de PCs desktop”, disse o CEO da Intel Brian Krzanich. “Estes resultados reforçam a importância da continuidade da execução da nossa estratégia de crescimento”.

Principais tendências das unidades de negócios no primeiro trimestre

  • A receita do Grupo de Computação Client foi de US$ 7,4 bilhões, queda de 16% sequencialmente e queda de 8% ano a ano;
  • A receita do Grupo para o Data Center foi de US$ 3,7 bilhões, queda de 10% sequencialmente e alta de 19% ano a ano;
  • A receita do Grupo para a Internet das Coisas foi de US$ 533 milhões, queda de 10% sequencialmente e alta de 11% ano a ano;
  • A receita dos segmentos operacionais de software e serviços foi de US$ 534 milhões, queda de 4% sequencialmente e queda de 3% ano a ano;

 

Comparação Financeira

Trimestral ano a ano

 

Q1 2015

Q1 2014

  1. Vs. Q1 2014

Receita

US$ 12,8 bilhões

US$ 12,8 bilhões

inalterada

Margem Bruta

60,5%

59,6%

Alta de 0,9 pontos percentuais

P&D e MG&A

US$ 4,9 bilhões

US$ 4,9 bilhões

Alta de 1%

Lucro Operacional

US$ 2,6 bilhões

US$ 2,5 bilhões

Alta de 4%

Alíquota Fiscal

25,5%

27,7%

Queda de 2,2 pontos percentuais

Lucro Líquido

US$ 2,0 bilhões

US$ 1,9 bilhão

Alta de 3%

Lucro por Ação

US$ 0,41

US$ 0,38

Alta de 8%

 

Comparação Financeira

Trimestral sequencial

 

Q1 2015

Q1 2014

  1. Vs. Q1 2014

Receita

US$ 12,8 bilhões

US$ 14,7 bilhões

Queda de 13%

Margem Bruta

60,5%

65,4%

Queda de 4,9 pontos percentuais

P&D e MG&A

US$ 4,9 bilhões

US$ 5,0 bilhões

Queda de 2%

Lucro Operacional

US$ 2,6 bilhões

US$ 4,5 bilhões

Queda de 41%

Alíquota Fiscal

25,5%

21,4%

Alta de 4,1 pontos percentuais

Lucro Líquido

US$ 2,0 bilhões

US$ 3,7 bilhões

Queda de 46%

Lucro por Ação

US$ 0,41

US$ 0,74

Queda de 45%

 

Perspectivas de Negócios

As perspectivas de negócios da Intel não incluem o efeito de quaisquer combinações de negócios, aquisições, alienações e outros investimentos que possam ser finalizados após o dia 14 de abril.


Segundo trimestre de 2015

  • Receita: US$ 13,2 bilhões, mais ou menos US$ 500 milhões;
  • Percentual de margem bruta: 62%, mais ou menos dois pontos percentuais;
  • Gastos com P&D mais MG&A: aproximadamente US$ 4,9 bilhões;
  • Custos com reestruturação: aproximadamente US$ 120 milhões;
  • Amortização de intangíveis relacionados a aquisições: aproximadamente US$ 60 milhões;
  • Impacto de títulos de investimentos, juros e outros: aproximadamente US$ 60 milhões de lucro líquido;
  • Depreciação: aproximadamente US$ 2,0 bilhões;
  • Alíquota fiscal: aproximadamente 20%.

 

Ano de 2015

  • Receita: aproximadamente inalterada;
  • Percentual de margem bruta: 61%, mais ou menos dois pontos percentuais; 
  • Gastos com P&D mais MG&A: aproximadamente US$ 19,7 bilhões, mais ou menos US$ 400 milhões;
  • Amortização de intangíveis relacionados a aquisições: aproximadamente US$ 250 milhões;
  • Depreciação: aproximadamente US$ 8,0 bilhões; 
  • Alíquota fiscal: aproximadamente 25% para o terceiro e quarto trimestres;
  • Gastos de capital para o ano: US$ 8,7 bilhões, mais ou menos US$ 500 milhões.    

Para mais informações sobre os resultados e as perspectivas da Intel, favor consultar o comentário do CFO em: www.intc.com/results.cfm.


Status da Perspectiva de Negócios

As perspectivas de negócios da Intel são divulgadas em intc.com e podem ser reiteradas em reuniões públicas ou privadas com investidores e outros. As perspectivas de negócios serão efetivas até o fechamento dos negócios em 12 de junho exceto em caso de atualização mais cedo; exceto que as perspectivas de negócios para amortização de intangíveis relacionadas a aquisições, impacto de títulos de investimentos, juros e outros, custos com reestruturação e redução de bens e alíquota fiscal, estarão efetivas apenas até o fechamento dos negócios no dia 21 de abril. O período de silêncio da Intel começará no fechamento dos negócios em 12 de junho e durará até a publicação dos resultados financeiros da empresa para o primeiro trimestre, programado para 15 de julho. Durante o período de silêncio, todas as Perspectivas de Negócios e outras previsões publicadas nas notícias da empresa e relatórios encaminhados à Comissão de Valores Mobiliários e Câmbio dos EUA devem ser considerados históricos, referentes apenas a antes do Período de Silêncio e não sujeitos a atualização pela empresa.

 

Fatores de Risco

 

As declarações contidas acima e quaisquer outras neste documento referentes a planos e expectativas para o segundo trimestre, o ano e o futuro são previsões e envolvem vários riscos e incertezas. Palavras como “prevê”, “espera”, “pretende”, “planeja”, “acredita”, “procura”, “estima”, “pode”, “irá” e “deverá” e suas variações identificam previsões. Declarações referentes a ou baseadas em projeções e eventos incertos ou suposições também identificam previsões. Muitos fatores podem afetar os resultados reais da Intel, e as variações das atuais expectativas da Intel sobre tais fatores podem fazer com que os resultados reais difiram materialmente daqueles expressados nessas previsões. A Intel atualmente considera os fatores listados abaixo importantes e que poderiam fazer com que os resultados reais difiram materialmente das expectativas publicadas pela empresa.

  • A demanda pode ser diferente das expectativas da Intel devido a fatores que incluem mudanças nas condições econômicas e financeiras, confiança dos clientes ou nível de renda, o lançamento, a disponibilidade e a aceitação dos produtos da Intel e de seus concorrentes pelo mercado, pressão competitiva e de preços, incluindo ações tomadas pelos concorrentes, problemas no fornecimento e outras perturbações que afetem os clientes, mudanças no padrão de pedidos dos clientes, incluindo cancelamento de pedidos e mudanças no nível de inventário dos clientes.
  • O percentual de margem bruta da Intel pode variar significativamente das expectativas com base na utilização da capacidade; variações na avaliação do inventário, incluindo variações relacionadas ao ritmo para o oferecimento de produtos qualificados para a venda; mudanças nos níveis de receita; mix e preço dos produtos; o ritmo e a execução da manufatura e os custos associados; custos para o início de produção; estoque em excesso ou obsoleto; variação nos preços unitários; defeitos ou interrupções no fornecimento de materiais e recursos; qualidade/rendimento da manufatura. Variações na margem dos Grupos também podem ser causadas pelo ritmo de lançamentos dos produtos da Intel e despesas relacionadas, incluindo despesas de marketing e a habilidade da Intel responder rapidamente a desenvolvimentos tecnológicos e lançar novos produtos ou incorporar novos recursos em produtos existentes, o que pode resultar em custos de reestruturação e redução de bens.
  • Os resultados da Intel podem ser afetados por condições econômicas, sociais, políticas e físicas/infraestrutura adversas nos países em que a Intel, seus clientes ou seus fornecedores atuam, incluindo conflitos militares e outros riscos à segurança, desastres naturais, possíveis interrupções de infraestrutura, preocupações com a saúde e flutuações nas taxas de câmbio de moeda estrangeira. Os resultados também podem ser afetados pela imposição formal ou informal por países com políticas novas ou revisadas para a exportação e/ou importação e para a realização de negócios, o que pode ser alterado sem aviso prévio.
  • A Intel opera em indústrias extremamente competitivas que são caracterizadas por uma alta porcentagem de custos fixos difíceis de serem reduzidos em curto prazo.
  • A quantidade, ritmo e execução do programa de recompra de ações ao portador da Intel poderiam ser afetados por alterações nas prioridades da Intel para uso do dinheiro, como gastos operacionais, gasto de capital, aquisições, e devido a mudanças no fluxo de caixa da Intel e nas leis fiscais.
  • A expectativa de alíquota fiscal da Intel baseia-se na lei fiscal atual e na receita esperada atual e pode ser afetada pela jurisdição em que lucros são determinados para serem ganhos e taxados; mudanças nas estimativas de créditos, benefícios e deduções; a resolução de problemas advindos de auditorias fiscais junto a diversas autoridades fiscais, incluindo o pagamento de juros e multas; e a capacidade de realizar ativos de imposto diferido.
  • Ganhos ou perdas com títulos de investimentos, juros e outros também podem variar das expectativas dependendo dos ganhos e perdas com a venda ou troca de ações, ganhos e perdas com métodos de investimentos em ações, despesas relacionadas ao débito de seguros, bem como com juros e outros investimentos, taxas de juros, balanços de caixa e mudanças no valor de instrumentos derivativos.
  • Defeitos em produtos ou errata (desvios de especificações publicadas) podem afetar negativamente nossas despesas, receitas e reputação.
  • Os resultados da Intel poderiam ser afetados por questões de litígio ou regulatórias envolvendo propriedade intelectual, acionista, consumidor, antitruste, quebra de sigilo e outras. Um julgamento desfavorável poderia resultar em prejuízos financeiros ou a proibição de fabricar e vender um ou mais produtos, prejudicando práticas empresariais particulares, afetando a nossa habilidade de projetar nossos produtos, ou que requeiram outras medidas de remediação como o licenciamento compulsório de propriedade intelectual.
  • Os resultados da Intel poderiam ser afetados pelo ritmo de fechamento de aquisições, alienações e outras transações significativas.

 

Uma discussão detalhada, destes e de outros fatores que poderiam afetar os resultados da Intel, está incluída nos relatórios da Intel para a Comissão de Valores Mobiliários e Câmbio dos EUA, incluindo os mais recentes nos Formulários 10-K e 10-Q.

 

Webcast dos resultados financeiros

A transmissão pública dos resultados financeiros da Intel, realizada via internet no dia 14 de abril de 2015 já está disponível para streaming e download nem seu site de relacionamento com investidores em www.intc.com.

A Intel planeja divulgar os seus resultados financeiros para o segundo trimestre de 2015 no dia 15 de julho. Imediatamente após a publicação dos resultados financeiros, a empresa planeja publicar os comentários de Stacy J. Smith, vice-presidente e chefe do departamento financeiro em www.intec.com/results.cfm. Uma transmissão pública online da coletiva para a divulgação dos resultados financeiros da Intel será realizada em seguida, às 2 p.m. PDT em www.intc.com.

A Lei de Moore, formulada pelo cofundador de Intel em 1965, explica a velocidade da evolução tecnológica e as grandes mudanças na maneira como vivemos

Os Jetsons já previam a presença de robôs nas nossas vidas em 1962. Seus carros já eram inteligentes, planejavam rota e voavam. Em 1989, o Dr. Brown e Marty McFly também já viviam um 2015 com comando de voz, óculos inteligentes, teleconferência e controle por gestos. Arthur C. Clark já previa o uso de tablets para leitura na sua saga “2001: Uma odisseia no espaço”; originalmente, o visionário autor chamou o dispositivo de Newspad. No cinema, os personagens usavam-no para se atualizar com o noticiário, em lugar do papel dos jornais diários.

Muitas outras apostas da ficção científica foram acertadas, porque partiam de um conceito comum: no futuro, a vida cotidiana é mais inteligente. Nós usamos caixas eletrônicos para evitar filas nos bancos – e até preferimos realizar algumas operações pela internet; muitos hospitais estão equipados com sistemas de compartilhamento de prontuários, o que facilita e agiliza a análise e o diagnóstico médico, como é o caso do Hospital das Clínicas de São Paulo. Sensores de movimento acionam funções em computadores, vídeo games e até smartphones. Postos de gasolina sabem qual a conveniência o motorista precisa; e muitos veículos equipados com placas especiais não precisam parar em pedágios ou estacionamentos para efetuar pagamento. No Brasil, até as eleições deixaram a cédula de papel para entrar na era da urna eletrônica.

Todas as aplicações de inteligência que temos hoje, de portas automáticas a relógios que monitoram seus batimentos cardíacos, respeitam uma lei criada em 1965, por Gordon Earl Moore. Afirmando que o número de transistores em um chip dobra, em média, a cada 18 meses, mantendo o mesmo (ou menor) custo e o mesmo espaço, o engenheiro americano revolucionou a indústria de tecnologia.

Mas seria reducionista tomar sua afirmação literalmente, dando atenção apenas ao número de transistores. O efeito de sua lei vai além: o processamento de informações pelos chips aumenta 100%, ou seja, a tecnologia fica duplamente mais eficiente a cada “geração”. A relação de custo, no entanto, é inversamente proporcional: mais transistores, mais eficiência, menos custo. E como resultado de cada vez mais processamento, a indústria pode desenvolver novos produtos e serviços que serão desejados pelo consumidor.

A observação de Moore, publicada pela primeira vez na Electronics Magazine em um artigo de 19 de abril de 1965, tem ditado o ritmo de inovação na indústria de informática desde então. Isso significa que todos os competidores prospectando novas oportunidades de produtos mais inteligentes, buscam seu espaço na curva da Lei. A incapacidade em produzir inovação para o mercado consumidor tem resultado no declínio de importantes marcas globais, já que a concorrência trabalha para entregar a inteligência do futuro. Em outras palavras, uma dinâmica econômica foi estabelecida na indústria, posicionando a inovação como fundamental para a competitividade.

Por isso, um erro frequente é pensar na Lei de Moore como uma aplicação exclusiva do mercado de computadores. Os processadores de silício são aplicados em uma grande variedade de produtos: smartphones, relógios, óculos, joias, peças de vestuário, eletrodomésticos, eletroeletrônicos, vídeo games, automóveis, sistemas de segurança. Entre os serviços, o poder de processamento está em supermercados, bancos, hospitais, restaurantes, aeroportos, na validação de acesso ao transporte público, datacenters, nuvem e a lista não se esgota aí.

Como exercício, para ficar apenas no mundo dos computadores, com a Lei de Moore podemos afirmar que tudo que processa dados, o faz melhor com a tecnologia de última geração. Um dos primeiros supercomputadores da história, o Cray-1, de 1976, podia realizar 160 milhões de operações de ponto flutuante por segundo (flops) e tinha 8 megabytes de memória. Os computadores pessoais mais básicos hoje podem realizar mais de 10 vezes operações de flops em um segundo e têm 100 vezes mais memória. Levou menos de 50 anos para que tablets, notebooks, 2 em 1, All in Ones, NUCs e mini PCs apresentassem uma eficiência infinitamente superior que os primeiros computadores. E, seguramente, eles não ocupam uma sala inteira.

Mas na vida prática a Lei de Moore não tem influência, certo? Errado. O primeiro celular, por exemplo, o Dynatec, criado em 1974, tinha 25 cm de comprimento e 7 cm de largura. Seu peso superava em algumas vezes os modelos atuais: 794g. E a bateria durava míseros 20 minutos. Toda essa novidade custava US$ 4 mil, o equivalente a R$ 13 mil. Hoje, além de mais leves e mais finos, sensíveis ao toque e mais inteligentes, os smartphones são 10 vezes mais baratos.

Outro exemplo: quando uma pessoa precisa realizar um saque rápido no banco, ela está acionando o poder de processamento de informações. O caixa eletrônico é tecnologia na sua forma mais habitual. No Brasil, há 30 anos, as operações bancárias eram feitas exclusivamente na agência, com presença do titular da conta. O primeiro caixa eletrônico chegou aqui em 1983. Hoje, podemos verificar extrato, pagar contas diversas, transferir valores, pedir empréstimo, colocar crédito em celulares pré-pagos, tudo via internet.

A internet é um capítulo importante na história da tecnologia e um catalisador fundamental da Lei de Moore. Há 15 anos, 11 milhões de pessoas tinham acesso em casa no Brasil. Hoje, quase 90 milhões têm acesso1, não apenas em pontos fixos, mas também em dispositivos móveis. A era da informação gerou uma demanda crescente por equipamentos conectados à internet e, integrado a eles, serviços que facilitam o dia a dia, desde a comunicação básica, até gestão de compromissos profissionais ou pessoais e entretenimento. Tantas conexões alimentam a nova tendência que é a internet das coisas.

Em 2019, 11,5 bilhões de coisas estarão conectadas na rede, segundo o estudo Cisco® Visual Networking Index™. Hoje, quatro anos antes, somos pouco mais de três bilhões de habitantes com acesso a internet no globo2. Ou seja, as projeções apontam para um futuro breve em que o número de conexões com a internet será maior que o número de pessoas vivas. Isso significa que as pessoas estão conectadas em cada vez mais lugares, desde eletrônicos pessoais, serviços ou wearables. Estes últimos são o que há de mais recente no mundo da tecnologia. Uma inteligência que o consumidor pode vestir.

Quando afirmou sua Lei de diminuição de transistores por silício, e consequente aumento da inteligência por um custo mais baixo, Gordon Moore não podia estimar que estava ditando uma tendência que iria revolucionar a indústria de tecnologia. E, afinal, não transformou apenas a indústria, mas a vida de bilhões de pessoas no globo. Vidas que se tornaram mais rápidas, práticas, conectadas e cheias de facilidades. Moore também não podia garantir que a sua observação estaria vigente por tanto tempo. Mas, há 50 anos, a Lei de Moore é um princípio da liderança na indústria, da eficiência nos negócios e, embora a maioria das pessoas nunca tenha visto um processador, continua criando o incrível.

Intel amplia o plano de produtos do processador Intel® Atom™ x3 para a Internet das Coisas e revela programa para estimular a inovação e o empreendedorismo global

INTEL DEVELOPER FORUM, Shenzhen, China, 8 de abril de 2015 – Enquanto a Intel Corporation comemora 30 anos de inovações tecnológicas globais e locais este ano na China, o CEO da Intel Brian Krzanich anunciou hoje investimentos e colaborações adicionais que prometem oferecer valor em diversas indústrias para o mundo inteligente e conectado por anos    

Além do CEO, Ian Yang, presidente da Intel China, e Doug Fisher, vice-presidente sênior e gerente geral do Grupo de Software e Serviços da Intel, abriram hoje a conferência anual de desenvolvedores da empresa para um público de especialistas chineses. Kirk Skaugen, vice-presidente sênior e gerente geral do Grupo para Client Computing da Intel, Diane Bryant, vice-presidente sênior e gerente geral do Grupo para Data Center da Intel, e Doug Davis, vice-presidente sênior e gerente geral do Grupo para a Internet das Coisas da Intel, falarão no dia 9 de abril.

            Krzanich enfatizou que a Intel e a comunidade de desenvolvedores precisam fornecer tecnologias de ponta para a China, estimulando a diferenciação entre diversos produtos e indústrias – do data center ao PC e dos dispositivos móveis aos vestíveis, bem como a Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês). Ele também salientou a importância da comunidade de criadores para o desenvolvimento de novas gerações de soluções computacionais e conectadas.

            “O impacto local e global dos nossos 50 anos de inovações com a Lei de Moore e dos 30 anos de forte colaboração com a China é incomparável”, disse Krzanich. “A Intel continua focada no fornecimento de produtos e tecnologias líderes nas áreas tradicionais da computação, ao mesmo tempo em que também investe em novas áreas e empreendedores – estudantes, criadores e desenvolvedores – para encontrar e estimular futuras gerações da inovação na China”.

Novos produtos, colaborações e investimentos na China estimulam a inovação futura

  • O CEO da Rockchip, Min Li, uniu-se a Krzanich no palco para discutir o progresso feito desde que as empresas formaram uma colaboração estratégicaanunciou anteriormente
  • A Intel anunciou a expansão do plano de produtos do processador Intel Atom x3 com a inclusão de processadores 3G e LTE para a Internet das Coisas. Os novos processadores com propósito específico serão oferecidos com uma faixa de temperatura ampliada para condições climáticas extremas, suporte para Linux* e Android* e sete anos de suporte para o ciclo de vida estendido do produto. Os kits para desenvolvedores estarão disponíveis no segundo semestre deste ano.
  • A Intel anunciou que os processadores Intel Pentium e Intel Celeron (codinome “Braswell”), a próxima geração de system-on-a-chip (SoC) baseado no processo tecnológico de 14nm da Intel, já estão sendo enviados aos clientes para dispositivos 2 em 1, notebooks, mini PCs, desktops tradicionais e all in one. Esses processadores oferecem o equilíbrio ideal entre custo, desempenho e consumo e são otimizados para os segmentos de entrada.  Os novos processadores devem oferecer até o dobro de desempenho gráfico¹ e maior duração da bateria² em comparação com a geração anterior, com menor TDP. Mais de 40 designs de diversos OEMs são esperados ainda para este ano.
  • Aproveitando o sucesso do programa para os processadores Intel Atom x3 e Z3700, a Intel anunciou que ampliará o programa para incluir o processador Intel® Atom™ x5 e ajudar a reduzir os custos dos clientes e o tempo para o lançamento no mercado de tablets baseados na Intel. O programa oferece um design de referência personalizável com aplicativos e software diferenciados, qualidade e suporte para certificação, ferramentas de software e um catálogo de componentes.
  • A Intel revelou o programa Mass Makerspace Accelerator que busca descobrir e financiar os próximos empreendedores globais da China, de criadores a estudantes e de desenvolvedores a startups, incluindo um investimento de RMB 100 milhões.
  • A Intel compartilhou detalhes de suas colaborações com empresas chinesas para ajudar a atender oportunidades em eficiência no consumo de energia, transporte e monitoramento da poluição.
    • A Vantron* e o BII Group* trabalharam juntas para incorporar gateways IoT baseadas na Intel no Beijing Friendship Hotel* para ajudar a reunir dados de sensores e criar um prédio inteligente que consuma menos energia.
    • A Intel está trabalhando com a TransWiseway*, uma provedora de serviço de informações sobre o trânsito em Pequim, em soluções de gerenciamento e monitoramento de veículos para criar uma plataforma telemática de veículos comerciais fim-a-fim baseada na tecnologia Intel® Quark™. A solução recebeu a certificação e a aprovação do Ministério do Transporte e a implantação nacional desta solução está programada para este ano.
    • Os engenheiros da fábrica da Intel em Chengdu criaram um sistema de monitoramento da qualidade do ar usando a plataforma Intel® Edison que a Cylan* incorporou em sua gateway para a casa inteligente a fim de criar um sistema de gerenciamento de energia e poluição fim-a-fim.
  • A Intel, a Strategic Alliance of Smart Energy Industrial Technology Innovation* (SASE) e o parceiro do ecossistema BII Group anunciaram seu primeiro laboratório IoT conjunto na China. Localizado em Pequim, o laboratório demonstrará e promoverá soluções baseadas na tecnologia Intel que suportem a validação de produtos e a conexão com a nuvem de energia.
  • A Intel e o Departamento de Supercomputação da Academia Chinesa de Ciências apresentaram o primeiro Intel® Parallel Computing Center (Intel® PCC) na China. O Intel PCC trabalhará para modernizar códigos de software para modelos moleculares dinâmicos. Os modelos interagirão com bilhões de partículas a fim de fornecer informações para biologia e DNA, curas potenciais para doenças genéticas e mais.

São Paulo, 8 de abril de 2015 – A Intel Brasil participa da AUTOCOM 2015, a maior feira de automação comercial da América Latina, junto com diversos parceiros que estão levando a tecnologia Intel para soluções corporativas e de varejo. O evento acontece de 7 a 9 de abril, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Entre as novidades desse ano, a Daruma vai apresentar um mini PC baseado no design do Intel NUC, com processador Atom. O MT1400 é um produto de engenharia 100% brasileira, o primeiro desenvolvido pela empresa em parceria com a Intel. A solução é de baixo custo, com flexibilidade para trabalhar com diferentes sistemas operacionais, além de garantir uma redução no consumo de energia. Na feira, o produto estará operando em demonstrações aplicadas a soluções para o PDV – ponto de venda.

A AUTOCOM 2015 também marca o início da parceria da Intel com a Scansource, um dos maiores distribuidores de soluções em automação do mundo. O objetivo é fomentar as tecnologias para o mercado de automação e de internet das coisas.

  Os visitantes da feira ainda poderão conhecer os produtos distribuídos pela Ingram Micro, líder global da cadeia de suprimentos de TI, com tecnologia Intel. Entre os destaques estão as soluções POSTECH, com equipamentos para automação, desde servidores com tecnologia Intel Xeon, até PDVs integrados com touch screen, que usam tecnologia Intel Atom. _2015

A Intel revelou hoje o Intel® Solid-State Drive (SSD) 750 Series, seu SSD de maior desempenho para workstations e dispositivos de armazenamento client. A 750 series oferece mais do que quatro vezes o desempenho de SSDs baseados no SATA ao utilizar quatro faixas PCIe e NVM Express (NVMe) padrão. Para maior flexibilidade, está disponível tanto como placa de expansão para sistemas com um slot PCIe 3.0 acessível, quanto como uma solução de apenas 2,5 polegadas.

A Intel também anunciou a disponibilidade da Intel® SSD 535 Series que oferece o equilíbrio ideal entre custo e desempenho para dispositivos de armazenamento client tradicionais.

Leia mais sobre a SSD 750 Series e a SSD 535 Series, bem como testes e configurações. 

Nova família foi anunciada globalmente em janeiro de 2015 e chega ao Brasil inicialmente com seis fabricantes e mais de 10 modelos

São Paulo, 31 de março de 2015 – A Intel anunciou hoje a chegada da 5ª geração da família de processadores Intel® Core™ no Brasil. Esta linha foi apresentada globalmente pela primeira vez em janeiro de 2015 pelo CEO da companhia, Brian Krzanich, e irá alimentar uma nova onda de notebooks tradicionais, dispositivos 2 em 1, Ultrabooks, Chromebooks, desktops All-in-One e mini PCs para consumidores e empresas. A nova tecnologia chega ao Brasil numa das mais rápidas transições do mercado. Fabricantes como Acer*, Dell*, HP*, Lenovo*, LG* e Samsung* contarão com produtos equipados com a nova família durante os próximos meses. Alguns deles já começaram a chegar ao varejo brasileiro em março de 2015.

 

Entre os varejistas que disponibilizarão produtos equipados com 5ª Geração estão o Wal-Mart, Submarino, Shoptime.com, Americanas.com, Carrefour, Extra.com e lojas físicas, CasasBahia.com e lojas físicas, Ponto Frio, Fast Shop, Fnac, Magazine Luiza, Máquina de Vendas e Pernambucana.

 

Nos canais de distribuição, a nova geração Intel® Core™ estará disponível na Agis Distribuição, Alcateia, Aldo, Allied, All Nations, Handytech, Ingram Micro, Martins, Mazer Distribuidora, Officer Distribuidora, Pauta Distribuição e Logística e SND.

 

Os novos processadores foram criados com o propósito específico de fomentar a próxima geração de dispositivos computacionais que podem oferecer uma experiência fina, leve e mais eficiente no consumo de energia – usam 15% menos energia que processadores da geração anterior e aproximadamente 50% menos do que máquina com quatro anos de uso. Com a microarquitetura “Broadwell” utilizando o processo de manufatura de 14nm, os computadores equipados com os novos processadores podem abrir mão das ventoinhas para refrigeração, já que o consumo é de aproximadamente 15 Watts. 

 

“A chegada da 5ª Geração da família de processadores Intel® Core™ ao Brasil vai permitir que o ecossistema local ofereça a consumidores e empresas PCs que se adaptam mais facilmente a suas necessidades, consumindo bem menos energia elétrica. Isso significa não precisar mais andar com um carregador de notebook em uma mochila além de níveis de economia muito atrativos,”, explica David González, diretor geral da Intel no Brasil. “Em comparação com máquinas de 4 anos de utilização, que são a maioria do parque instalado no Brasil, os produtos equipados com a 5ª Geração oferecem um salto de desempenho sem precedentes”, conclui.

 

O lançamento da 5ª Geração da tecnologia Intel Core traz 14 novos processadores para consumidores e empresas, incluindo 10 processadores de 15W com a Intel® HD Graphics e quatro de 28W com a Intel® Iris™ Graphics, que proporcionam melhores experiências para o usuário. Além destes, novos processadores Intel® Pentium® também integram a família.

 

Os processadores da Intel são “livres de conflitos”, o que significa que os produtos não contêm minerais (estanho, tântalo, tungstênio e/ou ouro) provenientes de regiões com conflitos que direta ou indiretamente financiam ou beneficiam grupos armados da República Popular do Congo (RPC) ou países vizinhos.

 

Economia de energia – Em meio às notícias de reajustes na tarifa de energia, impactados pela recente crise de abastecimento hídrico no Brasil, os novos equipamentos com a 5ª Geração são uma alternativa para a economia de energia. Desde janeiro de 2015, a alta média nas tarifas no país já chega a 32%, com possível reajuste de 10% até o final do ano. 

Pode parecer pouco, mas nesse cenário, um computador com processador de 5ª Geração tem duração de bateria duas vezes maior que um computador com 4 anos de idade, gerando também economia na conta de energia do usuário. E essa eficiência vai além: com a nova tecnologia, as funções do computador são executas de forma mais ágil, proporcionando mais tempo livre e produtividade.

 

A chegada dos novos produtos pode ser uma alternativa ao alto consumo dos computadores com mais de três anos de uso. O equipamento eletrônico pode ser entendido como um automóvel, e com o tempo sofre depreciação. A demora na inicialização do sistema operacional, dificuldade de executar programas comuns e travamentos são indícios de operação falha e, consequentemente, uso ineficiente de energia.

Outra novidade trazida pela 5ª Geração é a visão para uma experiência “sem fios”. O Intel® Wireless Display (WiDi) v.5.1 e o docking station  WiGig wireless fornecem aos usuários mais controle sobre a sua experiência ao permitir que eles processem e compartilhem praticamente de qualquer lugar sem a confusão dos fios e cabos.Brasil

Avanços tecnológicos habilitam três vezes mais a capacidade¹ do que outras tecnologias NAND

NOTÍCIAS EM DESTAQUE:

  • A tecnologia 3D NAND usa floating gate cells e habilita o dispositivo flash de mais alta densidade já desenvolvido – uma capacidade três vezes maior¹ do que outras matrizes NAND em produção.
  • Possibilita cartões SSDs do tamanho de um chiclete com mais de 3.5 TB (terabytes) de armazenamento e SSDs no padrão de 2,5 polegadas com mais de 10 TB.
  • Técnicas inovadoras de arquitetura de processo ampliam a Lei de Moore para o armazenamento flash, levando melhorias significativas em densidade ao mesmo tempo em que reduzem o custo da NAND flash.

BOISE, Idaho, e SANTA CALRA, Califórnia, 26 de março de 2015 – A Micron Technology Inc. (Nasdaq: MU) e a Intel Corporation revelaram hoje a disponibilidade da sua tecnologia 3D NAND, a memória flash de mais alta densidade do mundo. Flash é a tecnologia de armazenamento usada dentro dos mais finos notebooks, dos mais rápidos datacenters e em quase todos os telefones celulares, tablets e dispositivos móveis.

            Esta nova tecnologia 3D NAND, que foi desenvolvida em conjunto pela Intel e Micron, empilha células de armazenamento de dados verticalmente em camadas com precisão extraordinária para criar dispositivos com uma capacidade três vezes maior¹ do que a das tecnologias concorrentes. Isto possibilita maior capacidade de armazenamento em um espaço menor, resultando em economias significativas, baixo uso de energia e alto desempenho para uma gama de dispositivos móveis, bem como para implantações empresariais mais robustas.

            A tecnologia NAND flash esta se aproximando de seus limites práticos de escalabilidade, o que resulta em desafios significativos para a indústria. A tecnologia 3D NAND mantém as soluções de armazenamento flash alinhadas com a Lei de Moore, impactando na trajetória para ganhos contínuos de desempenho e economias e estimulando o uso mais difundido do armazenamento flash.

“A colaboração da Micron com a Intel criou uma tecnologia de armazenamento em estado sólido líder da indústria que oferece alta densidade, desempenho e eficiência inigualáveis atualmente”, disse Brian Shirley, vice-presidente de Tecnologia e Soluções de Memória da Micron Technology. “Esta tecnologia 3D NAND possui o potencial para criar mudanças significativas no mercado. O alcance do impacto que a flash teve até o momento - de smartphones a supercomputadores otimizados para flash – apenas arranha a superfície do que é possível”.

“Os esforços de desenvolvimento da Intel com a Micron refletem nosso compromisso contínuo para oferecer tecnologias de memória não volátil líderes e inovadoras ao mercado”, disse Rob Crooke, vice-presidente sênior e gerente geral do Grupo de Soluções de Memória Não Volátil da Intel Corporation. “As melhorias em densidade e custo habilitadas pela nossa mais recente inovação tecnológica 3D NAND acelerará o armazenamento em estado sólido em plataformas computacionais”.

Inovador processo de arquitetura

Um dos aspectos mais significativos dessa tecnologia é a base da própria célula de memória. Intel e Micron escolheram usar a floating gate cell, um design utilizado universalmente e refinado durante anos de manufatura em alta escala da flash plana. Este é o primeiro uso de uma floating gate cell em 3D NAND, o que foi um opção-chave de design para habilitar maior desempenho, qualidade e confiabilidade.

Esta nova tecnologia 3D NAND empilha as células de armazenamento de dados verticalmente em 32 camadas para atingir uma matriz de 256Gb multi-level cell (MLC) e de 384Gb triple-level cell (TLC) que cabe dentro de um pacote padrão. Essas capacidades podem habilitar SSDs do tamanho de um chiclete com mais de 3.5TB de armazenamento e SSDs no padrão de 2,5 polegadas com mais de 10TB. Por empilhar as células verticalmente, as dimensões das células individuais podem ser consideradas maiores. Isto é esperado devido ao aumento tanto do desempenho quanto da resistência e torna até mesmo os designs TLC propícios para armazenamento no data center.

Os principais recursos deste design 3D NAND incluem:

  • Maiores capacidades - três vezes a capacidade da tecnologia 3D existente¹ - até 48GB NAND por matriz – habilitando que três quartos de um terabyte caibam em um único pacote do tamanho da ponta de um dedo.
  • Custo por GB reduzido - a primeira geração da 3D NAND foi projetada para oferecer melhores eficiências de custo do que a NAND plana.
  • Rapidez - alta largura de banda para leitura/gravação, velocidades I/O e desempenho de leitura randômica.
  • Verde - os novos modos de descanso habilitam o uso de pouca energia ao reduzirem o consumo ao desativar a matriz NAND (mesmo quando outra matriz no mesmo pacote estiver ativa), reduzindo o consumo de energia significativamente em modo standby.
  • Inteligência - novos recursos inovadores melhoram a latência e aumentam a resistência em relação às gerações anteriores, além de facilitarem a integração do sistema.

A versão MLC de 256GB da 3D NAND já está sendo testada por alguns parceiros e o design TLC de 384Gb começará a ser testado ainda no primeiro semestre. A linha de produção da fábrica já começou as rodadas iniciais e ambos dispositivos estarão em produção total até o quarto trimestre deste ano. As duas empresas também estão desenvolvendo linhas individuais de soluções SSD baseadas na tecnologia 3D NAND e esperam que estes produtos estejam disponíveis no próximo ano.

Baselworld, Suíça, 19 de março de 2015 – TAG Heuer, Google e Intel anunciaram uma parceria para lançar um smartwatch suíço equipado com a tecnologia Intel e a plataforma Android Wear. O esforço significa uma nova era de colaboração entre fabricantes de relógios suíços e o Vale do Silício, aproveitando os pontos fortes de cada empresa para a fabricação de relógios de luxo, software e hardware. 

A parceria, firmada durante a Baselworld - feira da indústria de relógios e joias -, durante uma coletiva realizada em 19 de março no estande da TAG Heuer com a presença de Jean-Claude Biver, Presidente da Divisão de Relógios do LVMH Group e CEO da TAG Heuer, David Singleton, Diretor de Engenharia para Android Wear, e Michael Bell, Vice-Presidente Corporativo e Gerente Geral do Grupo de Novos Dispositivos da Intel.

Juntas, essas empresas vão criar um produto que é uma peça de design totalmente conectada para se adaptar ao dia a dia do usuário – o ponto alto da inovação, da criatividade e do design do Vale do Silício, na Califórnia, e do Vale dos Relógios em La Chaux-de-Fonds, Suíça.

“O casamento da fabricação de relógios suíços com o Vale do Silício é uma inovação tecnológica com a credibilidade de grandes relojoeiros. A nossa colaboração fornece um ótimo conjunto de sinergias formando uma parceria benéfica para todas as partes, e o potencial para as nossas três empresas é enorme”, disse Jean-Claude Biver.

            “A qualidade dos relógios suíços é reconhecida no mundo inteiro. Quando isto é aliado com a tecnologia e o poder global de duas empresas como Intel e Google, usando a plataforma Android Wear e baseado na tecnologia Intel, testemunhamos o lançamento de uma revolução tecnológica na nossa indústria, da qual tenho orgulho em ser um pioneiro aqui hoje com a TAG Heuer”, complementa Guy Sémon, Gerente geral da TAG Heuer.

            “Ao unir beleza e tecnologia, o relógio suíço inspirou gerações de artistas e engenheiros, incluindo nós do Google. Então estamos empolgados por trabalhar com TAG Heuer e Intel para levar uma mistura única de emoção e inovação para o mercado de luxo. Juntas, e usando a plataforma Android Wear, podemos imaginar um relógio melhor, mais bonito e mais inteligente”, observa David Singleton

“À medida que trabalhamos para possibilitar experiências tecnológicas que forneçam maior utilidade e valor para as pessoas, a Intel está confiante que a abordagem coletiva inspirará inovações para a tecnologia vestível. A colaboração com TAG Heuer e Google nos aproxima de transformar em realidade a visão da tecnologia vestível com um smartwatch diferenciado que eleve o segmento”, ressaltou Michael Bell. 

Sobre a TAG Heuer

A TAG Heuer está na vanguarda da fabricação de relógios suíços desde 1860. A TAG Heuer sempre ampliou as barreiras, inventando relógios e cronômetros incríveis para aqueles que amam desafiar as convenções. Este conhecimento técnico foi cultivado desde o princípio para atingir a perfeição no controle do tempo. As parcerias de longa duração cultivadas com esportistas de elite e pilotos ecoam o trabalho de equipe, a coragem e o gosto pelo desafio e o risco, que estimulam a TAG Heuer a sempre ir além das tradições na indústria da fabricação de relógios. A identidade da marca está intimamente ligada ao seu princípio desde a fundação de anticonformismo. Seu slogan “#Dontcrackunderpressure” (ou #nãoquebrasobpressão) é muito mais do que uma figura de linguagem, é um estado de espírito. Mais informações sobre a TAG Heuer estão disponíveis em presscorner.tagheuer.com/.

Sobre o Google

O Google é líder global em tecnologia com foco em melhorar a maneira como as pessoas se conectam com a informação. As inovações do Google em pesquisa e publicidade web tornaram seu website o principal da Internet e sua marca uma das mais reconhecidas do mundo. Google é marca registrada de Google Inc. Todos os outros nomes de produtos e empresas são de propriedade de seus respectivos donos.

Sobre a Intel

A Intel (NASDAQ: INTC) é líder mundial em inovação. A empresa projeta e fabrica as tecnologias essenciais que servem como base para os dispositivos computacionais de todo o mundo. Como líder em sustentabilidade e responsabilidade corporativa, a Intel também fabrica os primeiros microprocessadores disponíveis comercialmente do mundo “livres de conflitos”. Mais informações sobre a Intel estão newsroom.intel.com e blogs.intel.com e sobre os esforços da Intel para oferecer produtos livres de conflitos em conflictfree.intel.com.

Intel e o logo da Intel são marcas registradas da Intel Corporation ou de suas subsidiárias nos Estados Unidos e em outros países.

* Outros nomes e marcas são propriedades de outros.

Contatos para a Imprensa:

Relações com a imprensa na Intel:

Fernando Ordones – Tel: (11) 3365-5814 - E-mail: fernando.ordones@intel.com

Equipe de atendimento da Intel na Burson-Marsteller:

Alessandra Neris – Tel: (11) 3094-2254 – E-mail: alessandra.neris@bm.com

Aline Rodrigues – Tel: (11) 3094-2252 – E-mail: aline.rodrigues@bm.com

Danilo Valeta – Tel: (11) 3094-2251 – E-mail: danilo.valeta@bm.com

Eduardo Bastos – Tel: (11) 3094-2247 – E-mail: eduardo.bastos@bm.com

Rafael Aragão – Tel: (11) 3094-2285 – E-mail: rafael.aragao@bm.com

Filter News Archive

By date:
By tag: